Nesta quarta Niterói registrou engarrafamento por conta da obras na Marquês do Paraná. Foto: Arquivo/Plantão Enfoco

Após um nó no trânsito, a Prefeitura de Niterói divulgou na noite desta sexta-feira (14) que trabalha para antecipar a conclusão da obra de drenagem na pista sentido Centro e Ponte Rio-Niterói da Avenida Marquês do Paraná em frente ao Hospital Icaraí. Por causa da intervenção, uma das faixas de rolamento está interditada. De acordo com o governo municipal, os operários vão trabalhar durante todo o final de semana para que o prazo de duas semanas para as intervenções, inicialmente anunciado, seja reduzido.

Desde quarta-feira (12) quando esta etapa da obra foi inciada, motoristas estão tendo que ter paciência para trafegar pelo Centro de Niterói. Mesmo com a faixa reversível por dentro do mergulhão Ângela Fernandes, (das 6h às 10h) a interdição causou reflexos no trânsito em várias vias da cidade.

A Secretaria Municipal de Urbanismo pede aos motoristas que seguem de Icaraí para o Centro e para a Ponte Rio-Niterói deem preferência à orla, evitando as avenidas Roberto Silveira e Marquês do Paraná.

“O ideal é que os motoristas optem pela Avenida Jornalista Alberto Francisco Torres (praia de Icaraí) e pelo Ingá”, recomendou o secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier.

O desvio pelo túnel está sendo feito em uma faixa, com entrada dos carros antes do Hospital e saída próxima ao quartel do Corpo de Bombeiros. Para quem segue no sentido Icaraí, durante esse período, o trânsito ficará em uma faixa. Agentes de trânsito da Nittrans estarão posicionados nestes locais e em pontos estratégicos para orientar os motoristas.

No sentido Icaraí ainda estão sendo executadas a concretagem da ciclovia e a instalação do piso nas calçadas.

Outras alternativas

 Para quem vem da região Norte, a melhor opção é seguir pela Av. Feliciano Sodré e pegar a Av. Visconde do Rio Branco. Outra alternativa para motoristas com destino à ponte Rio-Niterói é utilizar o Bairro de Fátima, entrando pela R. Athayde Parreiras (antes do Huap), seguindo pela R. Conselheiro Paulino com saída na R. Andrade Pinto. Nessa esquina haverá uma faixa exclusiva para converter na Av. Marquês de Paraná em direção à ponte.

Foto: Arquivo

Revitalização

 A obra de alargamento da Marquês de Paraná faz parte do Plano de Mobilidade Urbana e melhorias da Prefeitura de Niterói, assim como o Túnel Charitas – Cafubá, na Região Oceânica, e a TransOceânica.

O projeto de alargamento da via, realizado pela Prefeitura de Niterói, prevê a implantação de uma faixa exclusiva para ônibus em cada sentido da avenida, ciclovia bidirecional, parada de ônibus sobre o mergulhão Ângela Fernandes, nos mesmos moldes arquitetônicos das estações da TransOceânica, além de calçadas acessíveis dos dois lados da avenida, novo paisagismo, melhorias na drenagem, iluminação de LED e sinalização para pedestres.

Para a realização da obra, o Município fez a desapropriação e demolição de mais de 50 imóveis no trecho entre as ruas Doutor Celestino e Miguel de Frias que eram necessárias para o alargamento da via e a implantação da ciclovia bidirecional. A reurbanização da Marquês do Paraná é a primeira obra realizada com recursos obtidos através do modelo de outorga onerosa, que financiará ações do processo de requalificação do Centro. Estão sendo utilizados cerca de R$ 12 milhões já pagos por investidores que tiveram seus projetos aprovados para a região central da cidade.

Comentários sobre “Etapa de obra na Marquês do Paraná é antecipada

  1. Acho que a prefeitura não anda em niteeoi sou escolar em niteroi e a orla ninguem consegue passar o sinal da ari parreiras com roberto silveira são 4 minutos um absurdo estamos perdendo aluno por chegar atrasado ,uma obra que deveria ser na ferias escolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com