Niterói entrou no seleto grupo das dez cidades mais inteligentes do país. O anúncio foi feito nesta terça-feira (4.9.2018) em São Paulo, durante a cerimônia de premiação do Connect Smart Cities, na zona sul da capital paulista. Nos últimos anos, a cidade vem recebendo investimentos como o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), o Centro de Controle Operacional (CCO), implantação do Sistema de Geo Informações da Defesa Civil, sistemas que permitem maior participação da sociedade como o Colab, entre outras iniciativas.

Para ingressar no ranking das dez melhores cidades, Niterói deu um salto de oito posições, o maior entre as vencedoras, entre 2016 e 2017. A avaliação do desempenho das cidades leva em consideração mais de 70 pontos definidos em 11 eixos: mobilidade; urbanismo; meio ambiente; energia; tecnologia e inovação; saúde; educação; economia; segurança; empreendedorismo; e governança.

Entre os pontos avaliados, Niterói se destaca especialmente em relação a gastos com urbanismo, com investimentos de R$452,30 por habitante (o segundo maior entre as dez primeiras colocadas), e também em número de patentes, com uma taxa de 27,7 patentes criadas para cada grupo de 100 mil habitantes, a maior taxa entre as líderes do ranking.

Presente à cerimônia, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, comemorou o resultado e ressaltou que a conquista é fruto de muito trabalho.

“Receber esse prêmio é motivo de muita felicidade. Nos últimos anos Niterói vem sendo reconhecida por instituições independentes, recebendo prêmios pela qualidade da gestão, pela transparência, na área do saneamento, pela qualidade de vida e esse prêmio e mais um importante reconhecimento para nós, sobretudo pelo fato de nossa cidade ter sido a que mais posições subiu nesse ranking. Isso significa que temos feito um trabalho sério, com planejamento, e isso vem dando resultados.”

O prefeito ressaltou os investimentos feitos nos últimos cinco anos em modernização da gestão, mobilidade, tecnologia e inovação da gestão pública, em parcerias-público-privadas mesmo num cenário de grave crise nacional e sobretudo no estado do Rio de Janeiro.

“Hoje, para atender aos anseios da população e suas demandas, é preciso investir em inovação e ampliar os canais de participação da sociedade. Somente assim teremos condições de dar uma resposta satisfatória aos cidadãos, agilizando, com qualidade, os serviços oferecidos. Atualmente  temos serviços como gestão inteligente dos sinais, gestão do território como controle das entradas da sinais integrando forças de segurança, transparência dos sistemas de informações da prefeitura, entre outras iniciativas. Esse prêmio é um importante reconhecimento e esperamos melhorar muitos nos próximos anos.”

foto: Prefeitura de Niterói

Paula Farias, uma das idealizadoras do Connect Smart Cities, explicou o objetivo da plataforma:

“Queremos fomentar o desenvolvimento de cidades inteligentes no Brasil e utilizamos o ranking como uma de nossas principais ferramentas. É esse ranking que traz as informações das cidades para que obtenhamos  um indicativo para onde seguir.”

Diretor da Urban Systems, uma das elaboradoras do estudo, e responsável pelo ranking, Tomás  Assunção  ressaltou o objetivo da iniciativa:

“O ranking nos dá os parâmetros de como as cidades estão se desenvolvendo e se preocupando com a inovação para melhorar a performance das cidades. Toda análise dos indicadores mostra como cada cidade está evoluindo. Niterói é um belo exemplo pois teve uma performance muito boa, apesar da crise e do difícil cenário que vive o estado do Rio.”

A conquista de Niterói se junta a outros prêmios que a gestão municipal vem recebendo nos últimos anos como o primeiro lugar em qualidade da gestão pública concedido pela Firjan, nota dez em transparência em análise da Controladoria Geral da República  e do Ministério Público Federal, entre outros.

O primeiro lugar do Connected Smart Cities ficou com Curitiba.