A fome oculta é um fenômeno pouco divulgado e ocorre devido à deficiência de vitaminas e minerais. Essa carência dificilmente é notada nos exames de rotina e está intimamente ligada à baixa ingestão de micronutrientes (vitaminas e minerais) porém, sem causar de fato uma desnutrição.

Esse é um problema grave e quando pensamos nisso, logo nos vem à cabeça um indivíduo emagrecido e com carências vitamínicas nítidas. No entanto, essa é uma visão complemente equivocada. A fome oculta atinge todos os biotipos e está relacionada ao estilo de vida e ao tipo de alimentação do individuo, ou seja, ocorre também em pessoas obesas com uma alimentação inadequada.

O sintomas relacionados à fome oculta não são aparentes e dificilmente será a carência de apenas uma vitamina. Essa deficiência prolongada é associada à doenças graves como doenças cardiovasculares, hipertensão, problemas no metabolismo lipídico (aumento de colesterol e triglicerídeos), diabetes e câncer.

Para evitar questões como essas e que esse mal se instale, aposte em uma dieta diversificada rica em frutas, verduras e legumes, principalmente, por esses alimentos serem repletos de micronutrientes e compostos bioativos, presentes nos seus pigmentos. Por exemplo, pigmentos alaranjados ricos em betacaroteno importante na prevenção de deficiência de vitamina A , pigmentos arroxeados, as antocianinaspresentes no açaí, uva, beterraba, potentes antioxidantes e pigmento vermelho, o licopeno presente em alimentos de pigmentação vermelha como o tomate,  melancia, goiaba, também um importante antioxidante e muito estudado na prevenção de alguns tipos de câncer.

A intervenção profissional é necessária para adequar a dieta, regular o intestino e melhorar  a absorção de nutrientes. A suplementação é usada em último caso e somente quando necessário. Ou seja, nada de sair comprando um multivitamínico ok? Se seu intestino não estiver absorvendo bem, de nada irão adiantar as cápsulas. Fique ligado!!