sexta, 25 de setembro de 2020

Pacheco empolga comissão técnica e deve virar titular

Pacheco vem ganhando espaço e deve ser titular do Flu. Foto: Lucas Meçon / Fluminense

Presença constante nas categorias de base da seleção peruana, o atacante Fernando Pacheco se apresentou ao Fluminense após disputar o Torneio Pré-Olímpico e de forma discreta. Porém, aos poucos vem conquistando a confiança dos torcedores e da comissão técnica, que estuda colocá-lo como titular a partir do jogo do dia 26 de fevereiro contra o Moto Club, no Maranhão, pela estreia dos dois times na Copa do Brasil. Ele não pode participar do duelo da próxima terça-feira, no Chile, contra o Unión La Calera por não ter sido inscrito na Copa Sul-Americana.

Pacheco, de 20 anos, entrou com vontade nos minutos finais do clássico contra o Botafogo, mas chamou atenção mesmo ao atuar no segundo tempo do jogo contra o Flamengo, no meio de semana, pelas semifinais da Taça Guanabara. O jogador mudou a partida, que até então o Rubro-Negro ganhava com facilidade por 3 a 0. Ele deu assistências, chegou a marcar um gol, que foi anulado, e ajudou o Tricolor a reduzir o placar, que termninou 3 a 2.

Diante da boa atuação, teve o nome gritado pelos torcedores e o técnico Odair Hellmann já trabalha com a possibilidade de torná-lo titular. O atleta, porém, segue adotando um discurso bem humilde.

“Estou trabalhando sempre no sentido de ajudar o Fluminense e encontrar o meu espaço. O treinador com certeza sempre opta pelos melhores e o elenco conta com jogadores qualificados. Vou seguir fazendo meu trabalho”, disse Pacheco.

O elenco do Fluminense treina neste sábado (15) no Centro de Treinamento Carlos Castillo na sequência da preparação para o duelo contra os chilenos. A definição da equipe que vai a campo acontece neste domingo.

Com o empate por 1 a 1 no confronto de ida, no Maracanã, Fluminense e La Calera buscam o triunfo para garantir vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana. Caso aconteça novo 1 a 1, a definição irá para a disputa de pênaltis. Empate sem gols serve aos chilenos, enquanto que igualdade a partir de 2 a 2 garante os brasileiros. Isso porque os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

(Gazeta Esportiva)

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *