sábado, 19 de setembro de 2020

Brasileiros ganham torneio de luta de robôs na China

Um grupo de engenheiros brasileiros, o Ogrobots, venceu uma competição internacional de luta de robôs realizado na China, o Clash Bots. Para ganhar o prêmio no valor de R$ 400 mil, a equipe disputou com 34 máquinas de outros países, como China, Estados Unidos, Índia, Inglaterra e Rússia.

O Dark Wolf, robô brasileiro, participou de 14 combates no total, que aconteceram em uma arena rodeada por vidro blindado em rounds de, no máximo, 3 minutos. As vitórias são por nocaute, ou seja, quando uma das máquinas perde a capacidade de se movimentar, ou por ordem dos juízes.

Durante o confronto, o robô é operado por dois controladores, um encarregado da locomoção e o outro, da arma. No caso do Dark Wolf, a máquina possui 30 quilos de aço temperado com formato semelhante à uma picareta, além de girar a uma velocidade de 3.200 rotações por minuto.

O Ogrobots

O grupo tem sede em Sorocaba, interior de São Paulo, e foi formado em 2013 por egressos da Universidade Federal de Itajubá (MG). Foram à China Expedito de Barros Junior, 27 anos; Felipe Cagnani, 34; Filipi Luz, 25; Gustavo Marcelino da Silva, 24; Murilo, 26; Renan Rosa Martines, 27, e Vinicius Su Pei Cheny, 24.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *