domingo, 17 de janeiro de 2021

Fé que mata: cavalo é jogado da ponte por não completar romaria

Caso viralizou na tarde desta segunda-feira. Foto: Reprodução

Imagens de um cavalo sendo sacrificado por um romeiro no município de Paudalho, em Pernambuco, viralizou na internet, nesta segunda-feira (7), e reacendeu o debate sobre maus-tratos a animais em tradições culturais.

O vídeo com flagrante foi publicado pela ativista Luisa Mell, em sua conta oficial no Instagram. De acordo com a defensora dos animais, um romeiro, devoto de São Severino, sacrificou o próprio cavalo jogando-o de uma ponte.

Procurada, a Prefeitura de Paudalho informou que ‘externa o mais profundo pesar e estarrecimento para com o episódio de maus-tratos contra um animal indefeso, observado no último final de semana ‘.

Questionada, a Prefeitura não informou se promove campanhas de conscientização contra maus tratos de animais no município.

O Executivo justifica que apesar do intuito pacífico e ordeiro dos fiéis, o que deveria ser um momento de conexão com o Sagrado, foi marcado por uma lamentável cena de violência contra um dos cavalos que integrava a comitiva.

Ainda de acordo com a prefeitura, o Ministério Público do Estado de Pernambuco será acionado, assim como as autoridades policiais e ambientais para que as medidas legalmente cabíveis sejam tomadas, no sentido de punir os responsáveis, segundo o Executivo. ‘pela ação atroz e desumana’.

O Ministério Público de Pernambuco não se pronunciou sobre o caso.

Romaria

A Romaria é um tipo de peregrinação religiosa, anual, que pode ser realizada por carro, ônibus, a pé, ou com cavalos, muito praticada na religião católica.

O município de Paudalho é nacionalmente conhecido pelas manifestações de fé de todos os credos, dentre elas a romaria com destino ao Santuário de São Severino dos Ramos, que foi reconhecida por lei, desde 2018, como patrimônio cultural, religioso imaterial no município, com o objetivo de valorizar a cultura e religiosidade.

A Confederação Nacional dos Bispos (CNBB) informou que não recebeu nenhum tipo de denúncia neste sentido e não tem conhecimento do caso.
A Diocese de Nazaré, responsável pela Igreja, também foi procurada, mas não deu um posicionamento sobre o caso.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

6 thoughts on “Fé que mata: cavalo é jogado da ponte por não completar romaria

  1. Quem jogou e quem deixou deveriam responder pela maldade e ser preso!
    Todos!!!

  2. Fazer uma promessa de andar não sei quantos km de cavalo e fácil. Por que não demonstra sua fé andando a pé. Agora o cavalo e obrigado a carrega um monstro e não pode cansar. Um absurdo tem que ser punido. Tomara que seja cobrado por isso.

  3. Olhe como a igreja se preocupa com sofrimento dos animais que participam das romarias …. a CNBB não tomou nem conhecimento… rs rs coitados!É assunto no Brasil inteiro mas eles não sabem de nada, não viram nada…

  4. Rigo a Deus que uma providência Divina seja tomada que estes filhos de uma pura queime no inferno

  5. Essa é a fé desse destraçado e das pessoas ao redor, se queria cumprir romaria mostrasse sua fé indo a pé, agora ainda ter coragem de ir a uma igreja e matar o animal por não aguentar andar , isso é um monstro tem que ser morto da mesma forma, agora o município , a igreja são também responsáveis pelo fato do Brasil inteiro saber e eles nada sabem o MP como sempre omisso , quem vai pagar com uma cidade sem compromisso com a vida animal , imaginem com a dos humanos .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *