domingo, 25 de outubro de 2020

Índice de Preços ao Produtor das Indústrias varia 0,32%

Dados foram divulgados nesta quinta (5), no Rio de Janeiro, pelo IBGE. Foto: Divulgação – Agência Brasil

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) das Indústrias Extrativas e de Transformação subiu 0,32% em janeiro, mas ficou abaixo da taxa de dezembro: 0,65%. Em janeiro de 2019, ele havia recuado 0,75%.

Com isso, o acumulado de 12 meses é de 6,33%, maior que os 5,19% de dezembro de 2019. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (5), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O índice mede a evolução dos preços de produtos na porta das fábrica, segundo o IBGE, sem considerar os valores de impostos e fretes. A abrangência é feita por grandes categorias econômicas: bens de capital, bens intermediários e bens de consumo (duráveis e semiduráveis e não duráveis).

As quatro maiores variações de janeiro foram nas indústrias extrativas (5,52%), metalurgia (3,11%), borracha e plástico (2,01%) e alimentos (-2,01%).

No acumulado de 12 meses, as maiores variações foram nas indústrias extrativas (29,71%), refino de petróleo e produtos de álcool (19,81%), outros equipamentos de transporte (10,07%) e farmacêutica (9,84%).

Pelas grandes categorias econômicas, bens de capital subiram 1,26% em janeiro; bens intermediários ficaram 1,33% mais caros; e bens de consumo apresentaram queda de 1,24%, sendo aumento de 0,56% em bens de consumo duráveis e -1,61% em bens de consumo semiduráveis e não duráveis.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *