sexta, 15 de janeiro de 2021

Secretário do ministro Mandetta pede demissão

Wanderson de Oliveira e Luiz Henrique Mandetta, durante a coletiva de imprensa sobre à infecção pelo novo coronavírus. Foto: Agência Brasil

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, pediu demissão. A informação foi confirmada, em nota, pelo ministério na manhã desta quarta-feira (15).

Assim como o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, Wanderson é defensor do isolamento social como medida de contenção da Covid-19.

O motivo do pedido de demissão não foi informado pela pasta.

Casos

O número de mortes decorrentes do novo coronavírus (Covid-19) subiu para 1.532 no país e o de casos, para 25.262. A nova totalização foi divulgada pelo Ministério da Saúde, que, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto, apresentou pela primeira vez dados sobre o número de pessoas curadas. Partindo de estimativas adotadas em outros países, representantes da pasta afirmaram que o índice é de 55% dos casos confirmados, o que significaria um total de 14.026 pessoas.

Segundo as informações do boletim divulgado nesta terça-feira (14), o total de óbitos marca um aumento de 15% em relação a terça-feira (13), quando foram registrados 1.328. São Paulo concentra o maior número de mortes (695), com mais da metade do total contabilizado na atualização. O estado é seguido por Rio de Janeiro (224), Pernambuco (115), Ceará (107) e Amazonas (90).

*Com informações da Agência Brasil

Publicada às 12h50

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *