terça, 20 de outubro de 2020
Ano novo! Vida nova?

Ano novo! Vida nova?

O clima festivo de final de ano passou, as férias se iniciaram e a sensação de paz e calmaria toma conta da mente e do peito, somada ao ritmo carnavalesco que invade o país no primeiro dia de janeiro. Porém, mesmo que esse mês inicial seja tradicionalmente conhecido como o momento do ócio máximo para aqueles que são estudantes, é também um período crucial que pode decidir seu rendimento e resultados pelos próximos onze meses.

Sentir-se perdido é normal?

Sentir-se perdido é normal?

Se você precisa decidir qual fio da bomba cortar, vermelho ou azul, você se sentirá perdido. Se você terá um bebê e precisa escolher o nome a ser dado ao novo integrante da família, você se sentirá perdido. Se você só pode optar por uma das comidas oferecidas e essas são: pizza, hambúrguer ou coxinha, você se sentirá perdido. Se você precisa liderar um grupo de jovens cheios de sonhos e que esperam que você seja um super-herói em forma de gente, você se sentirá perdido. Se você precisa decidir o que fazer pelos próximos 40 anos num único dia, dependendo do seu rendimento em uma prova, você se sentirá perdido.

Preguiça X Objetivos

Preguiça X Objetivos

Já se passaram quase 10 meses de 2019 e o corpo está dando sinais de estafa. A capacidade de absorção da mente encontra-se comprometida, assim como a vontade de aprender sobre qualquer que seja o assunto. Será que você já pensou em desistir? Será também que o desejo de alcançar seus objetivos fora ultrapassado pela entrega à desistência? Se você se identificou com as assertivas e questões anteriores, vamos conversar um pouquinho.