domingo, 24 de janeiro de 2021

Acordo para formação e qualificação profissional em Maricá

MARAEY, Prefeitura de Maricá e Senac-RJ. Foto:

O CEO do empreendimento turístico-residencial MARAEY, Emilio Izquierdo, o prefeito de Maricá, Fabiano Horta, e o diretor regional do Senac-RJ, Sérgio Arthur Ribeiro da Silva, assinaram esta semana um acordo de grande impacto socioeconômico para o município.

O protocolo de intenções, com a presença e participação da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) e do Sebrae, prevê a formação e qualificação profissional para o aproveitamento da mão de obra local para construção e operação do empreendimento e em outros negócios. 

Na quinta-feira, dia 17, representantes das entidades fizeram a assinatura inicial do documento na Codemar, seguiram para uma visita ao local onde será construído MARAEY e finalizaram o encontro no Campus de Educação Pública Transformadora (CEPT), em Itaipuaçu.

“Nosso objetivo é que MARAEY impulsione toda Maricá. Queremos colaborar para a formação e qualificação profissional dos moradores e aquecer a economia. Caminharemos lado a lado: conforme MARAEY cresce, Maricá cresce também, e vice-versa. A força-tarefa envolvida nesse acordo é um exemplo de como a parceria público-privada pode ter um grande impacto positivo e sustentável para a sociedade”, disse Emilio Izquierdo.

“A indústria do turismo é grande geradora de empregos e um motor importante para o desenvolvimento de Maricá. Esse entendimento aqui é um forte impulsionador da qualificação de mão de obra. A empregabilidade das pessoas aumenta e a cidade se fortalece com cada novo emprego gerado, com a qualificação dos serviços. Logo, com a pandemia devidamente controlada nos seus níveis mínimos, poderemos fazer do desenvolvimento a agenda prioritária de um novo ciclo da cidade de Maricá”, afirmou Fabiano Horta, Prefeito de Maricá.

Protocolo de intenções prevê a preparação de mão de obra local. Foto: Divulgação IDB Brasil

Ao longo da construção de MARAEY, é estimada a geração de mais de 50 mil empregos durante os próximos 14 anos. Visando alavancar Maricá como polo de ensino, os representantes da Prefeitura, de MARAEY e do Senac-RJ, fizeram uma visita ao CEPT, em Itaipuaçu. “Ficamos impressionados com as instalações e o potencial de formação educacional de qualidade e inovação que certamente poderão preparar profissionalmente a população de Maricá para participar de todas as fases do nosso empreendimento – desde a construção até a operação”, ressaltou Izquierdo.

O diretor do Senac RJ, Sérgio Arthur Ribeiro da Silva, enumerou algumas das possibilidades de formação a partir das demandas previstas em MARAEY. “O  Senac, em Maricá, poderá oferecer cursos técnicos e profissionalizantes nas áreas de Turismo, Gastronomia, Gestão, Design e Decoração, entre outras. É uma força de trabalho que será requisitada pelo complexo de MARAEY, que poderia suprir sua demanda com a mão de obra local. Dessa forma, promoveríamos formação e emprego aos maricaenses, que trabalhariam perto de casa e da família, sem precisar percorrer longas distâncias, e movimentando a economia da própria cidade”, apontou o diretor.

“O empreendimento MARAEY, além de uma grande relevância econômica, trará para Maricá e seus Munícipes oportunidade de transformação social com forte geração de empregos. Nosso papel será de transformar essa oportunidade em realidade, capacitando nosso povo de forma que estejam preparados para assumirem as demandas ofertadas pelo empreendimento” afirmou o Presidente da Codemar, José Orlando Dias

“Pensar um empreendimento que, para além da estrutura física, trará crescimento na formação humana, é pensar algo inovador. Inovamos ao trazer um complexo que envolverá turismo, educação, empreendedorismo, trabalho e terá como base o desenvolvimento consciente do nosso município e de nossos munícipes. Estamos dando um grande passo, a nível internacional, ao fechar esta parceria, mas sempre pensando e construindo a partir do povo e para o povo”, completou a Secretária Municipal de Educação de Maricá, Adriana da Costa.

Sobre MARAEY

O projeto MARAEY será desenvolvido na Costa do Sol, em Maricá. Em seu braço turístico, o empreendimento contará com quatro hotéis cinco estrelas, que receberão uma média de 300 mil turistas por ano: um luxuoso eco-boutique resort, um resort temático de luxo, um hotel desenhado para ser o mais icônico resort de convenções à beira-mar do país e o MARAEY Golf Resort, ao redor de um campo de golfe sustentável de padrão internacional de 18 buracos.

O projeto oferecerá ainda novas moradias de diferentes tipologias (multifamiliar, duplex e vilas) com serviços integrados como escola, hospital, shopping e negócios, além de inúmeras atividades de lazer e esportivas. MARAEY inclui, também, uma universidade de hotelaria de padrão internacional, para posicionar Maricá como um polo de formação especializada na América Latina.    

Com uma ocupação predial de apenas 6,6% do terreno, será criada dentro do empreendimento a segunda maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de restinga do Estado do Rio. O projeto inclui ainda um centro de pesquisas ambientais que conta com o apoio de renomadas instituições acadêmicas como UFRJ, UFF, UFRRJ, UFES e FURG.

MARAEY é o primeiro destino turístico de iniciativa privada do mundo a assinar com o selo Biosphere, que conta com o apoio e o reconhecimento da Organização Mundial de Turismo (OMT) e do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA). Com a certificação, o projeto assume o compromisso de se desenvolver alinhado aos 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) e às mais recentes diretrizes da Conferência do Clima de Paris.

A sustentabilidade também será premissa da mobilidade no complexo. Com área total de 840 hectares, MARAEY terá a maior ciclovia em empreendimentos privados no Brasil, com 20km de extensão, além de incorporar o sistema de bicicletas compartilhadas e incentivar o uso de transporte sustentável com carros elétricos e híbridos para deslocamento de turistas e residentes.

O investimento privado previsto para o empreendimento é da ordem de R$ 11 bilhões, com arrecadação de impostos de R$ 7,2 bilhões durante os primeiros 14 anos (construção e consolidação de vendas) e mais R$ 1 bilhão anual na operação. A previsão é de um aquecimento na economia do Estado do Rio, com a geração de 36 mil empregos quando MARAEY estiver em pleno funcionamento.            

As cerca de 200 famílias de pescadores que vivem na comunidade de Zacarias, dentro da área do empreendimento, serão beneficiadas pela regularização fundiária, com cessão de título de propriedade e entrega de escritura definitiva aos moradores. A IDB Brasil incentivará, ainda, a cultura e a pesca locais, com programas de recuperação da Lagoa de Maricá, de repovoamento de espécies nativas e de resgate e de divulgação da memória familiar de Zacarias, através da criação da Casa do Pescador Artesanal.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *