quarta, 12 de maio de 2021

Alunos de instituições estaduais de ensino podem ter aulas online

Medida foi tomada caso a suspensão por 15 dias das aulas nas instituições, não seja suficiente para conter o avanço do novo coronavírus. Foto: Divulgação

Alunos de escolas técnicas e faculdades do Estado do Rio de Janeiro poderão ter aulas online. Isso porque a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação ampliou a estrutura da sua plataforma digital, que já existe na Fundação Centro de Educação a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj).

O objetivo é propor uma alternativa para as instituições de ensino vinculadas (Faetec, Cecierj, Uerj, Uezo, Uenf) à secretaria. A medida foi tomada caso o prazo do decreto estipulado pelo governador Wilson Witzel, que suspende por 15 dias as aulas nas instituições, não seja suficiente para conter o avanço do novo coronavírus. 

Caso haja necessidade de prorrogar esse período em que os alunos precisam ficar em casa, a secretaria disponibilizará a plataforma para que os estudantes sigam estudando.

“Neste primeiro momento, estamos ampliando a nossa plataforma digital, que já existe na Fundação Cecierj para que as nossas vinculadas ofereçam aulas remotas para todos os nossos alunos. Nossa intenção é que a nossa Rede não sofra perdas significativas no conteúdo programático deste ano”, explicou o secretário Leonardo Rodrigues.

Leonardo ainda acrescentou que, em um segundo momento, caso o governador ache necessário, a secretaria estará pronta para oferecer a plataforma digital para que toda a Rede de Ensino do Estado (em todos os níveis de ensino) possa usar a mesma plataforma.

“O conteúdo das aulas deve ser inserido pelos professores. Eles devem disponibilizar o material através de um e-mail, youtube, Skype de forma a evitar a aglomeração e a transmissão do coronavírus. O material será disponibilizado para que os alunos estudem e quando as aulas retornarem, de forma presencial, a direção da escola optará pela aplicação ou não das provas de forma imediata”, emendou.

Governo do Estado firma parceria com o Google

O governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação, firmou uma parceria com o Google para a utilização de uma plataforma de estudos, nos moldes EAD, de ensino a distância, destinada a alunos e professores da rede. A medida tem o objetivo de garantir a aplicação dos conteúdos, durante o período em que não houver aulas presenciais, por causa do coronavírus.

Um aplicativo será disponibilizado para docentes e estudantes baixarem, gratuitamente, as atividades, tanto no smartphone quanto no computador.

“O governo do estado vai custear o link patrocinado junto às operadoras de internet, para que alunos e professores não gastem seus pacotes de dados, possibilitando assim o acesso a todos. Essa ferramenta deverá ser disponibilizada após o recesso de 15 dias, para que não haja prejuízos às atividades escolares e à carga horária dos docentes”, informou o secretário de Educação, Pedro Fernandes.

Pedro Fernandes complementou, ainda, que todo esse esforço está sendo feito para que o calendário letivo não ultrapasse o programado e não prejudique as férias de final de ano de alunos e professores.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');