segunda, 17 de maio de 2021

Animais abandonados à própria sorte dentro de casa em São Gonçalo

Cães estão abandonados dentro da casa. Foto: Lucas Benevides

Moradores do Rio do Ouro, em São Gonçalo, vêm relatando, nos últimos meses, o abandono de três cães em uma residência ao lado de um condomínio na Estrada Velha de Maricá, a poucos metros da delegacia do bairro (75ª DP).

No imóvel, que teria sido abandonado após a morte de um casal de idosos que eram proprietários da casa, é possível ver cães perdidos andando pelo quintal e uma piscina completamente poluída. Além disso, fezes dos animais ficam espalhadas pela casa, causando um forte cheiro na região.

Segundo relatos de vizinhos, no local moravam nove cães, mas alguns deles morreram ou foram retirados da residência no início da pandemia. Agora, restam apenas três.

“Muitos cães já morreram ali dentro em virtude da fome e de doenças devido à desidratação. Queremos que uma ONG ou alguém com experiência no cuidado de cães venha até a casa e faça uma ação para a retirada deles”.

Fábio Guimarães, empresário

O problema começou há aproximadamente três anos, quando um dos residentes do local faleceu e a esposa foi morar na Região Oceânica de Niterói, deixando a casa vazia, sendo cuidada apenas por um funcionário, que fazia a manutenção e cuidava dos cachorros. Entretanto, segundo vizinhos, há relatos de que ele não estava recebendo pagamento e, mesmo fazendo esforços financeiros para ajudar os cães com alimentos, não teve como continuar no emprego devido a dificuldades econômicas.

Idosos morreram e cães ficaram largados na residência. Foto: Lucas Benevides

Diante do abandono dos animais, moradores de um condomínio residencial ao lado da casa se uniram e compraram 50 kg de ração para os cachorros em janeiro deste ano.

“É muito triste ter que conviver com esse tipo de situação. Ver os animais sendo abandonados e caminhando para a morte, infelizmente. Os moradores aqui do condomínio ajudam como podem, mas a falta de água acaba prejudicando demais a vida desses animais. Eles chegam a comer as próprias fezes para se alimentar”.

Camila Rodrigues, moradora da região

Segundo a vizinhança, um dos cachorros está com sarna e existe uma campanha para que os moradores do condomínio consigam a permissão dos filhos dos idosos, que agora são responsáveis pela casa, para retirá-los de lá e levar para um local mais acolhedor.

Procurada, a Prefeitura de São Gonçalo ainda não se pronunciou sobre a situação.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');