domingo, 20 de setembro de 2020

Antibiótico vencido é aplicado em idosa no Pronto Socorro de SG

Medicamento vencido no dia 22 foi aplicado até sábado (25). Foto via Grupo Plantão Enfoco

Familiares da aposentada Elisabeth de Azeredo Leal, de 63 anos, denunciaram o uso de um medicamento vencido na idosa, que está internada desde o último dia 19, no Pronto Socorro de São Gonçalo, localizado no bairro Zé Garoto.

Segundo a filha da idosa, a auxiliar administrativa Michelle Azeredo, de 32 anos, Elisabeth chegou à unidade de saúde desacordada, com a perna inchada e sem conseguir urinar. Após exames, a aposentada foi internada.

“De início, fizeram um exame de sangue porque havia suspeita de trombose. Foi detectada uma infecção urinária e forte anemia, mas descartada a trombose. Ela tomou uma bolsa de sangue no domingo (19) e, na segunda, não teve melhoras. Na terça (21) ela ficou um pouco melhor, mas no dia seguinte ela teve uma piora considerável”, explicou Michelle.

Elisabeth começou a ter delírios devido a infecção urinária na quarta-feira (22), mesmo dia que o medicamento, o Ciprobacter, de 400 mg, vencia. O antibiótico Ciprofloxacino é uma solução injetável para aplicação intravenosa, que continuou sendo aplicado – mesmo com data de validade expirada – até esse sábado (25).

“Senti a boca da minha mãe estourando e feridas abrindo no rosto na quarta-feira. A perna também começou a inchar muito, além da anemia ter piorado. Ela só foi piorando até que, no sábado, meu irmão foi olhar a data de vencimento do antibiótico e estava vencido desde o dia 22. Procurei a chefe da enfermagem e ela falou que não podia fazer nada, apenas me orientou a procurar os meus direitos”, informou.

Apesar do quadro de piora, a filha da idosa informou que os médicos da unidade de saúde querem dar alta médica para a aposentada.

Procurada, a Prefeitura de São Gonçalo informou que a paciente será transferida para o Hospital Dr. Luiz Palmier, no mesmo bairro, para “avaliação de hematologia, pois possui sequela de chikungunya”. Ainda segundo a nota, a unidade vai abrir sindicância para investigar a respeito do medicamento vencido. 

Antibiótico vencido não faz efeito

Segundo especialistas, caso o paciente tenha uma infecção e precise do antibiótico, o efeito do remédio pode ser cortado devido o prazo de validade expirado. Sendo assim, o uso do remédio é inválido e a infecção pode acabar se espalhando.

“O Ciprofloxacino é um antibiótico que tem diversas funções. Ele pode ser usado para doenças do trato respiratório, apesar de não ser o mais comum, assim como para infecção de abdômen, do trato urinário, entre outras. Uma das bactérias que o medicamento combate é a pseudomonas. Se o doente precisa do medicamento e ele não está fazendo efeito por estar vencido, pode levar o paciente ao óbito, pois a infecção pode acabar se espalhando”, informou o neurologista do Hospital Universitário Antônio Pedro, Rodrigo Queiroz.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

4 thoughts on “Antibiótico vencido é aplicado em idosa no Pronto Socorro de SG

  1. Eu fiquei internada aí na parte de cima com suspeita de trombose me aplicaram a remédio chamado Idantal nada haver com meu caso eles são MT irresponsáveis .eu que perguntei q remédio era esse pq me sentir mal ,foi que pararam.

  2. Será q a vigilância sanitária vai lá periodicamente realizar fiscalização? Pq nos consultórios é aplicada multa por cada unidade vencida!!! Esse prefeitura…essa vigilância sanitária são uma vergonha!!! Q situação lamentável!!!

  3. Acabou o respeito e responsabilidade com pacientes! Nem todos, mas tem alguns enfermeiros que estão ali de brincadeira, sem prestar atenção nos seu trabalho. Querem só cumprir seus horários e mais nada. Lamentável!

  4. Infelizmente a saúde pública não é só uma questão de investimentos , grana. Administração e supervisão nunca pode ser deixado as moscas . A formação e qualificação profissional tem que andar junto. Eu acredito que há muitos profissionais bons no mercado e a rede pública deveria ter os melhores. O que motiva alguns brasileiros a fazer concurso público ? Na área de medicina não poderia ser diferente. Três áreas que o salário deveria ser prioridade, saúde, segurança e educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *