terça, 27 de outubro de 2020

Aplicativo auxilia mulheres em situação de violência

Aplicativo foi lançado no dia 8 de março. Foto: Divulgação

Tecnologia e inovação a serviço para o combate ao feminicídio. Contemplada no edital de 2019 do programa Startup Rio – iniciativa de fomento do Governo do Estado do Rio de Janeiro voltada ao empreendedorismo digital – a empresa Women Angels acaba de lançar um aplicativo para smartphone que auxilia mulheres em situação de violência.

Trata-se de um dispositivo que conta com um botão do pânico que, ao ser acionado por três segundos, envia uma mensagem SMS com a localização em tempo real da usuária que se encontra em alguma situação de vulnerabilidade. A mensagem, que vai acompanhada também de uma notificação no celular (push), será recebida por duas mulheres de confiança – chamadas de angels, que foram cadastradas previamente pela vítima e, por meio da localização, poderão acionar as autoridades policiais. 

“Sou formada em Engenharia de Produção, pela Universidade Federal Fluminense (UFF), e comecei a ficar incomodada com os crescentes casos de violência contra mulher. Inclusive, soube de casos na minha própria família e com amigas. Aproveitei meu lado empreendedora e aliei a questão do combate ao feminicídio com a tecnologia. Embora sejamos de Volta Redonda, uma cidade do interior fluminense, nossa atuação com o aplicativo se estende a todas as mulheres brasileiras “, explicou a CEO da startup, Caroline Vieira da Silva. 

No aplicativo, há também uma área de notícias, onde assuntos sobre o enfrentamento à violência contra a mulher serão tratados para que cada vez mais mulheres possam tomar conhecimento da gravidade do problema. 

“Sempre pensei em soluções para mudar a vida das pessoas a partir do empreendedorismo social. Durante minha apresentação no ‘Startup Rio’, 45 mulheres estavam sendo vítimas de violência, segundo um rápido levantamento. Diante disso, surgiu a ideia de um aplicativo com um mecanismo de segurança. E, sendo duas mulheres cadastradas, pelo menos uma delas vai receber a notificação da vítima”, completou Caroline. 

O app está disponível desde domingo, 8 de março, Dia Internacional da Mulher, nas lojas virtuais de aplicativos. O download é gratuito. 

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *