quarta, 28 de outubro de 2020

Atividades em risco no Caio Martins, em Niterói

Funcionários que realizam apoio da área da piscina foram descontinuados. Foto: Wallace Rosa

Um dos principais complexos esportivos de Niterói, o Caio Martins, em Icaraí, atravessa mudanças com desligamento de funcionários nesta quinta-feira (5) e preocupa os cerca de 1,6 mil alunos que fazem aulas de natação e hidroginástica no local.

Apenas nesta quinta foram 13 funcionários que deixaram as dependências do complexo. Quem ainda trabalha no local explica que, atualmente, cerca de 20 pessoas atuam diretamente na área da piscina. Desse total, 18 atuam voluntariamente desde 31 de dezembro de 2019, quando o contrato com a Organização Social (OS) Sólazer Clube dos Excepcionais foi rompido e os funcionários demitidos, incluindo professores, guarda-vidas e apoio.

Ainda de acordo com relatos, mesmo assim, os demitidos continuaram trabalhando, baseados em uma promessa de que a administração do Caio Martins sortearia oito vagas entre os trabalhadores que tiveram o contrato descontinuado.

“Hoje, após termos trabalhado voluntariamente o dia inteiro, como temos feitos há quase três meses, foi anunciado que não precisaríamos mais vir ao trabalho e que estávamos dispensados”, informou um dos funcionários, que foi contratado pela OS em agosto de 2019 e demitido em dezembro do mesmo ano.

À frente do local há dois meses, o administrador Geilton informou, em conversa telefônica com o Plantão Enfoco, que prometeu a indicação dos funcionários demitidos pela OS, mas a contratação não saiu.

“A minha promessa era de indicar os funcionários para essa empresa, então eles ficaram lá como voluntários durante esse tempo, mas a contratação não saiu”, explicou, sem acrescentar mais detalhes.

Preocupação

Mais de mil alunos praticam atividades entre natação e hidroginástica. Foto: Wallace Rosa
Mais de mil alunos praticam atividades entre natação e hidroginástica. Foto: Wallace Rosa

Aluna de hidroginástica, a dona de casa Cândida da Conceição, de 52 anos, pratica a atividade há quatro anos no Caio Martins. Ela revela que sofre Artrose e com dores no corpo causadas após contrair Chikungunya.

“Eu cheguei aqui entravada e as aulas de hidroginástica tem me ajudado demais. A gente precisa muito da ajuda do pessoal que trabalha no apoio, pois eles fazem tudo com muito carinho e nos tratam muito bem”, disse a dona de casa.

A doméstica Risete Peçanha, de 61, explica que está na hidroginástica há apenas três meses. Há 13 anos luta através do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para se aposentar, devido problemas na coluna e nos joelhos.

“Na minha turma são 86 alunos. Um professor só não consegue dar conta de todo mundo. Quando eu entrei aqui, eu não tinha noção de nada, nem sabia nadar. Se não fosse o auxílio que recebi, teria me afogado. Eu não tenho condições de pagar uma aula de hidroginástica”, lamenta.

Em nota, a presidência da Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj) informa que as aulas de natação e hidroginástica do Complexo Esportivo Caio Martins são oferecidas gratuitamente para cerca de 1.600 alunos. As aulas são conduzidas por professores que se disponibilizaram a permanecer com as atividades de forma voluntária, após o encerramento do contrato que se fez por “força do término do mesmo”.

Entretanto, a Suderj não informou se pretende fazer a reposição dos profissionais e se as atividades continuaram sendo exercidas.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

10 thoughts on “Atividades em risco no Caio Martins, em Niterói

  1. Realmente a hidroginástica por ter problema de saúde na coluna a hidroginástica me ajudou muito.meus filhos desde pequenos hoje tem 15 anos faz nataçao e muito produtivo as atividades lá.aquele lugar não pode fechar o que será de nós.

  2. Sou aluna do complexo, cheguei lá após uma cirurgia na coluna. Se o apoio dos professores da piscina seria muito difícil arcar com esse complemento da reabilitação, iniciei na hidroginástica e passei para a natação, como eu, centenas de pessoas tem o benefício, não abandonem esses pessoa, não deixem o Caio Martins morrer.

  3. Eu também sou aluna do caio Martins faso Hidroginastica e dou graças à Deus por ter conseguido vaga na Hidroginastica lá pois não tenho condições de pagar e estava perdendo os movimentos devido ter tido chicungunha morro de medo de piscina pois não sei nadar mas graças à ajuda do apoio da piscina não morri afogada e estou recuperando os movimentos!!! Pelo amor de Deus não deixem o caio Martins fecha é muito menos a população desfavorecidas sem suas atividades la pois precisamos muito de todas atividades que tem la sou pobre meu filho está desempregado e tem um filho especial que tbm faz atividades la e ele tadinho precisa muito de lá pois não temos como pagar se pagarmos não comemos ? Caio Martins não feche

  4. tudo para os politicos, nada para o povão e os trabalhadores q não tem garantias nenhuma. E ainda querem vender ovos d pascoa por 80reais.

  5. Eu tbm faço hidriginastica, tenho 8 hérnias de disco, o Caio Martins não pode encerrar suas atividades para com o povão .Deus seja louvado! Ele nao permitirá.

  6. Senhor Prefeito, Rodrigues Neves, como o Senhor pode ajudar a este projeto que atende a esta população,
    como aconteceu com o Restaurante Popular, a Biblioteca…
    Contamos com seu olhar fraterno e sua grande capacidade administrativa em sempre ajudar àqueles que precisam e tornar esta cidade com mais sorrisos.

  7. Eu sou aluna desde setembro de 2019. Há muitos anos o meu trabalho foi estático e adquiri muitas dores nas articulações. Graças a hidroginástica, hoje reduzi para 10% as dores. Não possuo condições financeiras para arcar com essa despesa. Espero que nossos governantes não deixem que este projeto que faz tão bem para população de Niterói termine.

  8. Eu me chamo. Sebastiao Sérgio Marcelino
    E eu estou aqui porque tenho artrose e preciso mto desse serviço prestado desses profissionais e que isso me trouser uma grande melhora depois que eu comecei com essas atividades aí no caio Martins com esses grandes profissionais e aqui deixo o meu apelo pára que essa atividade não pare e que os profissionais retorne para continuar com Os seus trabalhos que eles precisam mto

  9. Boa noite deixo aqui a minha indignação arrespeito de tudo que está acontecendo em relação au centro esportivo do Caio Martins um um lugar que recebe várias pessoas com problema de saúde
    Que Lá elas ficam boas devido às atividades
    Senhor governador peço ao senhor que faça algo por este lugar
    Támbem sou aluna,meus filhos são alunos
    E precisamos deste lugar aberto
    Todos que trabalham ali trabalham por amor
    E vejo que não é nem muito por dinheiro são pessoas que amam oque faz
    Então repense por favor
    Precisamos continuar nossas atividades e porque estão cortando os funcionários?
    Tantas coisas pra si preocupar
    Desde já agradeço a compreensão ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *