domingo, 29 de novembro de 2020

Baixa adesão na Campanha de Vacinação contra a Poliomielite no Rio

A Secretaria Municipal de Saúde está com 237 Unidades da Atenção Primária à Saúde do município disponíveis para vacinar a população, das 8h às 17h. Foto: Mariana Ramos/ Prefeitura Rio

Foi baixa a adesão da população carioca no primeiro dia de campanha de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação para Atualização de Caderneta da Criança e do Adolescente, que começou segunda-feira (5), em todo o Brasil.

Segundo o primeiro relatório parcial feito pela Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, apenas 1.462 doses da vacina contra a poliomielite haviam sido aplicadas na segunda-feira (5), o que corresponde a uma cobertura de 0,5%.

Já para a campanha de multivacinação e atualização da caderneta de vacinas, 5.169 crianças e adolescentes entre 0 e 14 anos foram aos postos do município. Deste total, 3.838 foram vacinadas – com a aplicação de 8.034 doses. A maioria absoluta de vacinas foi aplicada na faixa de 0 a 6 anos de idade: foram 7.148 doses; na faixa de 7 a 14 anos, 886 doses foram aplicadas.

Os números de vacinas contra o sarampo aplicadas no primeiro dia também são baixos: apenas 1.062 doses, sendo 144 em crianças de seis a onze meses e 241 em crianças de um ano.

A Secretaria Municipal de Saúde está com 237 Unidades da Atenção Primária à Saúde do município disponíveis para vacinar a população, das 8h às 17h.

Vacinação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, deu início na segunda (5), às campanhas de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação para Atualização de Caderneta da Criança e do Adolescente. As vacinas estarão disponíveis nas 237 Unidades da Atenção Primária à Saúde do município, das 8h às 17h.

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação das Crianças e dos Adolescentes até 14 anos de idade será realizada entre os dias 5 e 31 de outubro. Sábado, dia 17, os esforços serão reforçados no dia de Mobilização Nacional.

A campanha de vacinação contra a poliomielite se destina às crianças menores de 5 anos de idade, independentemente da quantidade de doses que já tenham contra Poliomielite. Já a multivacinação se destina a todas as crianças de 0 até 14 anos, 11 meses e 29 dias.

Nesta ocasião, deverão ser avaliadas as cadernetas de vacinação para que sejam atualizadas as doses em atraso, de acordo com os esquemas preconizados pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Neste mesmo período, o Município do Rio de Janeiro também realizará a Estratégia de Intensificação contra o Sarampo contemplando a vacinação indiscriminada da população de 15 a 49 anos no Município do Rio de Janeiro.

Todas as vacinas atualizadas em um único dia

As campanhas têm como objetivo garantir proteção contra diversas doenças que podem ser evitadas por meio de vacinas, contribuindo para seu controle e até eliminação, ampliando a cobertura em todo país.

A mobilização é uma estratégia para disponibilizar a atualização do calendário de vacinas em uma única ida à unidade de saúde, facilitando o acesso de pais ou responsáveis aos serviços de saúde pública.

A Prefeitura do Rio destaca que todas as vacinas da rotina podem ser encontradas nas 237 unidades de atenção primária. A Secretaria Municipal de Saúde ressalta a importância da imunização, principalmente das crianças nos primeiros anos de vida.

SMS manteve estratégia de vacinação durante a pandemia

Ao longo das ações de combate ao novo coronavírus desenvolvidas pela Prefeitura do Rio, a Secretaria Municipal de Saúde criou uma série de estratégias para imunizar a população.

Para a campanha nacional de vacinação contra a gripe, por exemplo, houve ações como a vacinação em sistema drive-thru (em postos do Detran) e em domicílio, além da oferta nos postos da rede com medidas de segurança e precaução. Mais de dois milhões de pessoas foram imunizadas contra a gripe durante a campanha.

A Prefeitura do Rio ressalta a importância da imunização, principalmente de crianças nos primeiros anos de vida. Por isso, é importante enfatizar que a SMS adota todas as medidas para que a população compareça às unidades de saúde em segurança, sem risco de contaminação pela Covid-19.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *