sexta, 04 de dezembro de 2020

Bloquete lamenta desordem no carnaval de Niterói

Bloquete desfilou na tarde do último sábado (Foto: Colaboração)

Os organizadores do Bloquete, bloco de rua que desfilou na tarde do último sábado (23), no Jardim Icaraí, Zona Sul de Niterói, publicaram uma nota nas redes sociais demonstrando indignação com a forma com que a Polícia Militar e a Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur) trataram os integrantes e foliões no evento.

Na nota, eles afirmam que “em vez de exercer funções socialmente esperadas, de promover a segurança e a tranquilidade dos cidadãos e incentivar ações culturais, o Poder Público em nome da ordem causou mais desordem e aprisionou com algemas um dos organizadores”.

A confusão teria começado quando a Neltur deu ordem para desligar o som e encerrar o desfile, por volta das 15h, horário informado pelos organizadores como encerramento do evento para as autoridades.

Em nota, os organizadores afirmaram que o atraso aconteceu devido a dois fatores: o baixo número de agentes para o fechamento das ruas e a grande quantidade de ambulantes que atrapalharam o percurso. No entanto, eles teriam acolhido a ordem e comunicado aos foliões a interrupção do som.

“Após o comunicado, policiais militares armados com fuzis e bombas de efeito moral iniciaram um espetáculo de intolerância e agressividade contra os organizadores e foliões que imediatamente manifestaram sua indignação contra o abuso de poder dos agentes públicos, que culminou na detenção injustificável de um de nossos integrantes – que, além de cidadão nascido e criado na cidade de Niterói, é um dos líderes do nosso bloco, engenheiro conceituado e negro”, afirmava a publicação.

Os organizadores afirmaram que o organizador detido não chegou a ser encaminhado para a delegacia, mas que eles foram até a 77ª DP (Icaraí) para tomar as devidas providências contra a ação que consideraram “abusiva, intimidatória e discriminatória”.

O comandante do 12° BPM (Niterói), tenente-coronel Sylvio Guerra, negou as acusações e afirmou que não houve nenhuma ação abusiva por parte da PM.

“Quando os organizadores do bloco realizam a solicitação do desfile, eles incluem o horário de término do evento. Quando chegou a hora prevista para encerramento, a Neltur solicitou a interrupção do som e foi isso que aconteceu. Não houve nenhum preso”, afirmou o comandante.

Além disso, o comandante afirmou que o único problema dessa natureza foi um menor de idade que havia desacatado um policial durante o desfile e teve voz de prisão decretada. No entanto, o responsável pelo menor foi até o local do desfile e o problema foi resolvido.

A Polícia Civil ainda não confirmou se foi feita a ocorrência na 77ª DP.

Procurada, a Prefeitura de Niterói afirmou que as reclamações dos representantes do bloco serão avaliadas.

“Ao registrarem seus blocos na Neltur, os responsáveis tomam conhecimento das normas em relação às apresentações nas ruas, que envolvem horários, trechos, mobilidade urbana e segurança”, destacou.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

3 thoughts on “Bloquete lamenta desordem no carnaval de Niterói

  1. Absurdo isso que esse “Coronel” está falando!
    Eu estava lá, ao lado da guarda e dos carros da polícia militar, aconteceu exatamente como os organizadores descrevem.
    A polícia prendeu um dos organizadores pq era “negro”…todos estava marmados com fuzil, gás lacrimogêneo…o que fizeram foi uma barbaridade.
    Não houve em momento algum problema de um de menor com a polícia.
    O poder público tinha que nos dar segurança, e comete um ato desse, e esse “Coronel” falando esse absurdo!
    O povo testemunhou tudo!

  2. Absurdo isso que esse “Coronel” está falando!
    Eu estava lá, ao lado da guarda e dos carros da polícia militar, aconteceu exatamente como os organizadores descrevem.
    A polícia prendeu um dos organizadores pq era “negro”…todos policiais estavam armados com fuzil, gás lacrimogêneo…o que fizeram foi uma barbaridade.
    Não houve em momento algum problema de um de menor com a polícia.
    O poder público tinha que nos dar segurança, e comete um ato desse,l! Esse “Coronel” falando esse absurdo!
    O povo testemunhou tudo!

  3. Essa Neltur é uma vergonha, não é à toa que o Prefeito está preso. Pessoas incompetentes assumem instituições que só podem dar nisso, bagunça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *