segunda, 26 de outubro de 2020

BR-101 vira ‘calçadão de exercícios’ entre SG e Itaboraí

Flagras foram feitos na altura da praça do pedágio. Foto: Marcelo Tavares

Uma imprudência que já se tornou rotineira na BR-101, na altura de Manilha, vem chamando a atenção de motoristas que trafegam pela rodovia: pedestres realizam exercícios físicos nas pistas de duplicação da via – que ainda estão em construção-, colocando em risco a própria vida.

De acordo com denunciantes, a atividade acontece principalmente no turno da manhã e no final da tarde. Nesta segunda-feira (1º), por volta de 8h, a quantidade de pessoas caminhando e correndo próximo aos carros era grande.

“Outro dia passei por volta de 7h40 e acho que deviam ter mais de 200 pessoas caminhando em toda a extensão da via. Tem parte que não tem proteção nenhuma, qualquer acidente que tiver atropela um desses pedestres”, contou um denunciante que preferiu não se identificar.

O local dispõe de diversas placas proibindo o tráfego de pedestres na rodovia, mas os equipamentos são ignorados. Segundo o jornalista Cristhiano Monteiro, a irregularidade se tornou frequente com a pandemia.

Pedestres caminham pela BR-101. Foto: Marcelo Tavares

“Muitos são alunos de academias da cidade que estão fechadas. Eles decidiram criar grupos no WhatsApp e Facebook, onde marcam os dias para realizar as caminhadas”, disse o jornalista.

A dona de casa, Paula Dias, relatou que o único jeito que ela acredita que resolva o problema é colocando bloqueios no local.

“Eu sempre vejo o pessoal caminhando na pista, acho isso uma loucura já que elas têm que atravessar na frente dos carros. Não adianta estar em forma e colocar a própria vida em risco. Acho que os responsáveis pela obra teriam que colocar bloqueios no local, já que as placas não estão adiantando”, disse.

Em nota, a Arteris Fluminense informa que o local da obra de construção da terceira faixa encontra-se devidamente sinalizado com barreira de concreto tipo New Jersey, cone balizador e placas indicando a proibição de circulação de pedestres.

Nesse sentido, a concessionária alerta para que os moradores não utilizem o local da obra para prática de caminhadas ou outros esportes e reforça a mensagem disponível no CTB (Código de Trânsito Brasileiro), de que o pedestre não deve transitar em locais proibidos pela sinalização e em situações em que a segurança ficar comprometida.

A Arteris Fluminense também destaca que possui previsto em seu calendário uma ação de conscientização para moradores do entorno, programada para o segundo semestre de 2020.

Publicada às 18h47

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *