domingo, 29 de novembro de 2020

Caos após ventania em São Gonçalo

Ventania provocou queda de árvores na cidade. Foto: Marcelo Tavares

Chuva e ventos fortes causaram estragos durante a madrugada desta terça-feira (29) em diferentes pontos da cidade de São Gonçalo. Algumas vias chegaram a ser bloqueadas por quedas de árvores.

No bairro Gradim uma árvore de mais de 10 metros caiu sobre um veículo de passeio que estava estacionado na Rua Visconde de Itaúna, na altura do número 1.572. Os galhos da árvore ficaram sobre a via e parte do trecho ficou interditado, sendo apenas possível passar um veículo por vez.

“Em frente a minha casa caiu um pé de amêndoa e estragou o telhado da garagem. Até granizo caiu aqui! No bairro, muitos telhados foram arrancados”, disse o pedreiro Cristiano Vieira.

O barulho da queda da árvore assustou alguns moradores.

Na Rua Doutor Gradim, na altura do número 722, outra árvore também foi arrancada com a força do vento e ficou agarrada na fiação elétrica.

“Eu acordei com o som e quando vim ver a árvore já estava caída. Uma ventania assim foi a primeira vez que vi”, disse o aposentado Antônio Carlos, 69 anos.

Força do vento arrancou telhas de estabelecimentos e casas na cidade. Foto: Marcelo Tavares

Morador da Travessa Américo Galdino da Rocha, no bairro Porto da Madama, o aposentado Paulo Cesar, de 60 anos, relatou que vai ter muito trabalho nesta terça, data de seu aniversário.

“Agora só nos resta retirar os galhos que ficaram caídos no quintal. Acordei com o alto som e quando vim ver a árvore já estava caída. Uma ventania desse porte, foi a primeira vez que vi”, disse.

Ainda no bairro Porto da Madame, moradores da Rua Coronel Francisco Lima estão com medo por conta de um fio de alta tensão que está caído sobre a calçada.

Defesa Civil

Funcionários da prefeitura passaram o dia desobstruindo vias tomadas por árvores tombadas. Foto: Marcelo Tavares

Segundo a Prefeitura de São Gonçalo equipes da Defesa Civil e Parques e Jardins estão durante toda esta terça-feira (29) atendendo às demandas ocasionadas pelas rajadas de vento concentradas, com velocidades estimadas entre 85 a 100 km, que atingiu a cidade na madrugada desta terça-feira (29).

Foram registradas, até às 13h, 30 ocorrências, em especial nos bairros Gradim, Porto Novo, Porto Velho, Porto da Madama e Paraíso. Somente na Rua Jaime Figueiredo, no Paraíso, oito árvores foram derrubadas. Equipes da Subsecretaria de Parques e Jardins contabilizaram, até o início desta tarde, cerca de 60 solicitações de corte de árvores que foram atingidas.

“As equipes estão nas ruas fazendo o isolamento das áreas para posterior retirada das equipes de parques e jardins, que estão dando prioridade para a desobstrução de vias públicas”, informou a prefeitura em nota.

Atualizada às 14h.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *