segunda, 19 de outubro de 2020

Chuva e caos na cidade

Diversos pontos de Niterói ficaram alagados por conta da forte chuva que atinge a cidade desde a noite desta segunda-feira (8) e complicaram o trânsito de carros e pedestres desde as primeiras horas desta segunda-feira (9).

No Centro, moradores e frequentadores relataram que os pontos de maior alagamento foram na ruas Marquês de Paraná e Conceição.

Na Zona Norte, o canal da Alameda São Boaventura quase transbordou. O trânsito, que já costuma ser intenso na via, ficou ainda mais complicado devido à chuva, segundo moradores. No Barreto, a Rua Benjamin Constant ficou intransitável, assim como a Rua Vereador José Vicente Sobrinho, na Engenhoca. A região conhecida como Ponto Cem Réis também ficou alagada.

Paulo Cesar, Icaraí, Niterói
Veículos acabaram impedidos de trafegar na Rua Doutor Paulo César. Foto via Grupo Plantão Enfoco

Na Zona Sul, em Santa Rosa, a Rua Doutor Mário Vianna e Santa Rosa apresentaram bolsões de água. Em Icaraí, a ruas Presidente Backer, Mem de Sá, Doutor Paulo Alves, e Avenida Roberto Silveira também alagaram deixando o fluxo lento no trânsito da região. As orlas das praias de São Francisco e Charitas também ficaram engarrafadas.

Comércio fechado

O comércio no município ficou prejudicado por conta dos alagamentos na cidade. Segundo o sindicato dos Lojistas do Comércio de Niterói (Sindilojas), a dificuldade de acesso do consumidor e até mesmo a de funcionários deixou “a situação dramática para a categoria, assim como para todas as outras”. Ainda não há como prever, percentualmente, quantas lojas foram afetadas.

Apesar da chuva, não houve alteração no horário de abertura e fechamento de estabelecimentos localizados no Centro, assim como shoppings e centros comerciais espalhados pelo município. No entanto, comércios em locais de difícil acesso, como Barreto e Engenhoca foram mais afetados e alguns não chegaram nem a abrir nesta terça-feira (9).

A Rua Benjamin Constant, no Barreto, ficou intransitável. Foto: Eduarda Hillebrandt

De acordo com a comerciante Carla Torreiro, a Rua Benjamin Constant, onde fica a sua loja, alaga toda vez que chove forte e prejudica as vendas.

“Entrou água na loja, tivemos que limpar tudo, mas às vezes nem vale a pena, porque os clientes não conseguem chegar. Para você ter uma noção, os ônibus só voltaram a passar por volta das 13h, esse período de chuva é complicado”, contou.

O Sindilojas aconselhou que cada lojista verifique suas limitações para evitar que haja danos nas instalações dos estabelecimentos.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *