domingo, 17 de janeiro de 2021

Chuvas: moradores sofrem com desmoronamentos em São Gonçalo

Chuva, desmoronamento, desabamento, Covanca, São Gonçalo, temporal
Parte de uma casa na Travessa Zeferino desmoronou. Foto: Pedro Conforte

Partes de duas casas localizadas no bairro da Covanca, em São Gonçalo, desabaram durante a tempestade que ocorreu na noite desta sexta-feira (25). Apesar do acidente, não houve feridos. Neste sábado (26) moradores contabilizavam os prejuízos.

Segundo testemunhas da Travessa Zeferino, por volta de 20h eles escutaram estalos vindos da casa de número 153 (que estava vazia), em seguida, eles foram surpreendidos com o muro e parte do quintal que desmoronou sobre a rua.  

Por conta do entulho que ficou sobre a via os veículos não conseguem passar. Dois automóveis estão presos, sendo um deles o do morador Felipe Nunes, de 26 anos, que aluga a garagem da casa que teve parte desabada. 

“Agora não tem o que fazer somente esperara e ver quando a Defesa Civil vai voltar aqui para eu poder tirar o carro de lá. Para não deixar o carro na rua eu passei a alugar a garagem a cerca de três anos, nunca podia imaginar que isso fosse acontecer. Agora até a parte onde o carro está corre risco de desabar”.

Felipe Nunes

Ainda segundo os moradores, era difícil alguém alugar a casa pelo fato do risco de desabamento. 

Chuva, desmoronamento, desabamento, Covanca, São Gonçalo, temporal
O carro de um morador ficou preso na garagem sem poder sair por conta da queda de parte da casa. Foto: Pedro Conforte

“O último morador saiu da casa não tem muito tempo, tem cerca de cinco meses. Ele saiu de lá porque o terreno já demonstrava sinais de que poderia desabar a qualquer momento”, lembrou Cléuson Santos, que também é morador da rua bloqueada. 

A cerca de três semanas os moradores realizaram um mutirão e construirão uma pequena barreira de concreto no final da rua para desviar a água que desce do alto da comunidade. 

Próximo dali parte de uma outra casa, localizada na Travessa Gino, onde, segundo moradores, mora um casal e seis filhos, também veio a baixo. Na frente da residência era possível ver sofá, vaso sanitário, brinquedos entre outros objetos. 

Chuva, desmoronamento, desabamento, Covanca, São Gonçalo, temporal
Uma casa onde mora um casal e seis filhos também foi alvo da chuva. Foto: Pedro Conforte

No bairro Água Mineral parte de uma encosta desmoronou na Rua Salvatóri. 

População contabiliza prejuízos 

O alagamento na Rua Oliveira Botelho, no bairro de Neves provocou prejuízos para os moradores e comerciantes. Por volta de 12h deste sábado, ainda era possível ver comerciantes e moradores realizando o trabalho de limpeza. Uma dessas pessoas foi o comerciante Marcos Aurélio Lourenço Ribeiro, de 57 anos, com o auxílio de um rodo e água tirava a lama que estava no de um mini shopping de lojas 

“A lama atingiu as seis lojas que funcionam aqui, tem lama até no corredor. Sempre que chove é isso”, declarou. 

Chuva, lama, Covanca, São Gonçalo, temporal
Comerciantes passaram a manhã fazendo o trabalho de limpeza. Foto: Pedro Conforte

Os moradores revelaram que o problema já é antigo, e que já não tem mais esperança em um dia alguém fazer algo por eles. 

“Só nos resta mesmo nos acostumar com esse transtorno já que entra prefeito e sai prefeito e ninguém faz nada pela gente. Sempre em época de campanha aparece um candidato falando que vai nos ajudar, mas a promessa não é cumprida”.

Manoel Ferreira, 33 anos

O morador Marcos Almeida, de 45 anos, foi surpreendido quando foi buscar seu carro que havia deixado estacionado na esquina da Rua Marechal Floriano Peixoto, o automóvel foi tomado pela água. 

“Perdi todas as minhas ferramentas de trabalho não sei nem qual é o valor do meu prejuízo, que só não foi maior pq não chegou a danificar o motor do carro”, contou. 

Segundo a prefeitura, um dos bairros mais atingidos foi o Tenente Jardim, que registrou acumulo de 56,2 mm de água. O município não registro número de desabrigado, já desalojados teve 8 pessoas que estão em casas de parentes ou amigos. 

A prefeitura pede que qualquer emergência, comunique imediatamente a Defesa Civil de São Gonçalo, pelos telefones: 199 ou 2601-0199. 

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *