quinta, 26 de novembro de 2020

Começa a distribuição de mais 500 mil máscaras em Niterói

Máscaras são distribuídas com material informativo. Foto: Ascom Niterói
Máscaras são distribuídas com material informativo. Foto: Ascom Niterói

Mais 500 mil máscaras de barreira física foram compradas para a população de Niterói. Segundo a Prefeitura, o objetivo é combater a propagação do novo coronavírus na cidade e totalizar a quantidade de um milhão que serão doadas para a população. A compra da segunda remessa já consta em publicação no Diário Oficial do município.

Os extratos de contratação de duas empresas para confecção dos materiais foram publicados no Diário Oficial desta terça-feira (28). Segundo o texto, o prazo de entrega das máscaras será de até sete dias.

Os contratos, geridos pela Secretaria Municipal de Administração, tem o valor total de R$ 950 mil, sendo R$ 475 mil destinadas para a Faro Comércio de Roupas e Gestão de Negócios Eireli, e o restante para a M S Amorim Machado Me.

A Prefeitura de Niterói garante que as máscaras continuarão sendo entregues pelas administrações regionais e portas de supermercados, igrejas, praças e locais de circulação. A ideia é que cada niteroiense receba duas máscaras para passar pela pandemia em segurança.

‘Desde o dia 8 de abril, Niterói tem distribuído gratuitamente máscaras de tecido para a população. A medida iniciou após a recomendação do Ministério de Saúde, do início do mês, sobre o uso de máscaras caseiras, inclusive para quem não apresenta sintomas do novo coronavírus’, disse o Executivo por meio de nota.

Uso obrigatório

No dia 22 (quarta-feira), entrou em vigor no município o uso obrigatório do material para pessoas que circularem pelas ruas de Niterói. Agentes de segurança pública orientam e conscientizam a população sobre o uso das máscaras.

O decreto prevê uso de máscara durante o deslocamento de pessoas e para o atendimento em estabelecimentos com funcionamento autorizado.

A determinação ainda detalha a importância do uso em meios de transporte público ou privado de passageiros; desempenho de atividades laborais em ambientes compartilhados; em áreas de uso comum, como lagoas, rios, mares, estradas, ruas e praças; e em áreas de uso especial, tais como edifícios ou terrenos destinados a serviço ou estabelecimento da administração pública, inclusive os de suas autarquias.

publicada às 16h

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *