segunda, 28 de setembro de 2020

Começa nesta terça-feira vacinação itinerante contra o sarampo em Itaboraí

pessoa sendo vacinada no braço
Além dos pontos itinerantes, ainda há os fixos. Foto: Divulgação

Para cumprir a meta de vacinar três milhões de pessoas entre 6 meses e 59 anos contra o sarampo, a Secretaria de Saúde está rodando o estado com sua vacinação itinerante. Esta semana, até sexta-feira (14), será a vez de Itaboraí e Araruama, além de Campo Grande e Belford Roxo, ganharem um reforço na imunização da população.

Na capital, numa parceria com a Secretaria de Transportes e a Companhia de Desenvolvimento Rodoviário e Terminais do Estado do Rio de Janeiro (Coderte), há ainda pontos fixos até o fim da campanha “RJ contra o Sarampo”, em março, em estações de destaque ou terminais de transporte, além do Hemorio e Iaserj Maracanã.

Em 2020, de acordo com a Subsecretaria de Vigilância em Saúde da secretaria, foram notificados 154 casos de sarampo. Em 2019, foram registrados 333 casos da doença. O secretário de estado de Saúde reforça que a vacina é a única forma de proteção.

“A secretaria está agindo de forma preventiva e pró-ativa indo até a população. Estamos pedindo que as pessoas não deixem para depois. A vacinação é o que vai fazer a diferença na contagem de números de casos. A cada um milhão de pessoas vacinadas, dois milhões de casos de sarampo são evitados. Por isso queremos estar perto das pessoas, em locais de grande movimento e circulação, para garantir que todo tenham a oportunidade de se imunizar”, disse.

Em Itaboraí, o ponto itinerante ficará na Rua Artur Souto, em frente ao DPO, em Manilham neste terça; Já na quarta (12), será na Praça João Caetano, em Itambi. Na quinta (13) e sexta (14), na Rua Marcelo Luiz Santana Benito, 275, na Reta Velha; e na Avenida 22 maio, em frente às Casas Bahia, no Centro, respectivamente.

Já em Itaboraí, acontece da seguinte forma: nesta terça, na Praça de São Vicente; na quarta, em Bananeiras, na Rodovia Amaral Peixoto, na altura do quilômetro 90 (Igreja de Bananeiras); na quinta, no Centro; e na sexta, na orla.

Também há pontos fixos nas barcas (Praça XV), na rodoviária Novo Rio), na estação Maracanã do metrô, no aeroporto Santos Dumont, na estação Central do Brasil da supervia, no Iaserj Maracanã e no Hemorio.

Sobre a doença

O sarampo é transmitido por meio da fala, da tosse e do espirro. Os principais sintomas são mal-estar geral, febre, manchas vermelhas que aparecem no rosto e vão descendo por todo o corpo, tosse, coriza e conjuntivite. A vacina é fornecida pelo Ministério da Saúde e está disponível gratuitamente nos postos de saúde municipais durante todo o ano, conforme prevê o calendário nacional de imunização.

Contraindicações

Pessoas com suspeita de sarampo, imunocomprometidas, gestantes e crianças com menos de seis meses não devem receber a vacina. Alérgicos à proteínas do leite de vaca devem informar a condição ao profissional de saúde no posto de vacinação para que recebam a dose feita sem esse componente.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *