quarta, 02 de dezembro de 2020

Começa ‘Operação Carnaval’ nas rodovias federais

Objetivo é reforçar o policiamento nos trechos com maior incidência de acidentes e criminalidade (Foto: Divulgação/PRF)

A ‘Operação Carnaval’ da Polícia Rodoviária Federal (PRF) será deflagrada nas rodovias federais do Rio de Janeiro, a partir da próxima sexta-feira (1ª). O objetivo é reforçar o policiamento nos trechos com maior incidência de acidentes e criminalidade. A operação segue até a quarta-feira de cinzas (6).

Durante o Carnaval, há um aumento significativo no fluxo de veículos que transitam nas rodovias federais. Muitos motoristas acabam cometendo infrações que podem causar acidentes graves. Com o reforço na fiscalização, serão coibidas condutas que possam contribuir para o aumento da violência no trânsito.

O policiamento também será reforçado nos trechos com altos índices de criminalidade. As equipes dos grupos táticos e do Núcleo de Operações Especiais (NOE) farão patrulhamento, principalmente, na Região Metropolitana do Rio e na Baixada Fluminense. A operação contará ainda com motociclistas e um helicóptero para intensificar a fiscalização, nos dias e horários com tráfego mais congestionado.

Viagem segura

Planejamento – Informe-se previamente sobre as condições do tempo, as distâncias que percorrerá, pontos de parada, abastecimento e alimentação.

Revisão – Faça uma revisão prévia no seu veículo. Verifique as condições dos pneus, freios e sistema elétrico. Lembre-se que, mesmo durante o dia, é necessário o uso dos faróis baixos ligados nas rodovias.

Sinalização – Sempre respeite a sinalização nas vias, com atenção especial para a velocidade máxima e locais de ultrapassagens proibidas.

Emergência – Em casos de emergências, ligue imediatamente para a PRF através do telefone 191.

Ano anterior

Em 2018, durante o Carnaval, a PRF registrou 107 acidentes, com 136 feridos e seis mortos, nas rodovias federais do estado. Foram emitidos 7.322 autos de infração, sendo 1.765 por ultrapassagens proibidas, 478 motoristas sem cinto de segurança, 108 crianças transportadas sem utilizar o dispositivo de retenção adequado, 69 condutores sob influência de álcool, entre outros.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *