quinta, 24 de setembro de 2020

Comperj terá 3,5 mil vagas reservadas para moradores da região

Moradores do ConLeste serão prioridade, garante lei. Foto: Petrobrás/Divulgação

As empresas que recebem isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por integrarem o Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj), incluindo a Petrobras, deverão gerar ao menos 3.500 empregos diretos ou terceirizados, prioritariamente, aos moradores dos municípios que pertencem ao Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Leste Fluminense (ConLeste).

A medida valerá para as fases de construção, implantação, pré-operação e operação do complexo. É o que define a Lei 8.707/2020, do deputado Anderson Alexandre (Solidariedade), e que foi sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada pelo Diário Oficial do Executivo, nesta terça-feira (21). A isenção de ICMS para as operações e obras no Comperj foi instituída pela Lei 5.592/09.

A norma já determinava que as empresas gerassem 3.500 empregos diretos ou indiretos para receberem o benefício. No entanto, a determinação era somente para a fase de operação do complexo. Segundo Anderson Alexandre, as mudanças na legislação foram necessárias para efetivamente gerar emprego nos municípios próximos ao Comperj.

“A inclusão das fases de construção, implantação e pré-operação é fundamental. Principalmente para evitar que a empresa de construção civil, que está atuando no local, contrate pessoas de outros estados”, esclareceu o parlamentar.

O Comperj é localizado em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Ao todo, os 15 municípios que integram o ConLeste são: Araruama; Cachoeiras de Macacu; Casimiro de Abreu; Guapimirim; Itaboraí; Magé; Maricá; Niterói; Nova Friburgo; Rio Bonito; São Gonçalo; Saquarema; Silva Jardim; Tanguá e Teresópolis.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

41 thoughts on “Comperj terá 3,5 mil vagas reservadas para moradores da região

  1. Poderia informar um e-mail ou algum site para que possamos enviar o currículo ou obter mais informações.

  2. Boa noite,por favor qual o email para que eu possa enviar meu currículo?

  3. Brincadeirinha demagógica. A questão é enfrentar o cartel das omportaforad de derivados de petróleo que viram preços dolarizados e especulados só país. E cancelar os preços internacionais impostos por gangsters brasileiros. Mais diesel 100% nacional em reais e barato. Mais refino e oleodutos. Mais fertilizantes nitrogenados. Tudo mande o Brasil, em reais. Assim mais empregos, mais serviços, mais indudtria. Menos subdedenvolvimento. A agricultura fica imbativel. Coragem.

  4. Boa noite,no papel tudo é muito bonito,só que na realidade é totalmente diferente.
    As empresas vem de fora,e ja trazem seus funcionários.Alugam casas para eles,e aí se passam como moradores da cidade,e os verdadeiros moradores não conseguem as vagas.
    Hoje se o COMPERJ tiver 3000 funcionários,70,80 % dos trabalhadores que estão la são de fora.
    Aí eu pergunto???Como que eles conseguiram essas vagas,se ninguém viu nenhum anúncio dessas vagas???

  5. Tudo conversa fiada, é só o MP investigar que lá no comperj não tem 10% de cariocas trabalhando, maioria baiano, paulista e nordestinos é só conversar e ouvir o sotaque.Não que não possam trabalhar mas sim dividir as vagas.

  6. Olá boa noite sou josiel gostaria de saber como obter uma vaga dessas 3.500 por eu sou motorista morador de itaborai e tenho os cursos todos atualizado e estou desempregado a 1 ano e tentando entrar no Comperj,o SINE itaborai não serve pra nada estão todos revoltados infelizmente precisamos de uma ajuda já que estamos sozinhos nessa.

  7. Queria saber quem vai fiscalizar pq hoje paro tudo tem gente vindo de fora pra fichar aqui em quando o povo vai pro sine dormir e não tem vaga e o pessoal de fora entrando

  8. Seria bom se as empresas respeitassem as leis municipais sancionadas, más não é oque está acontecendo com as empresas dentro do Comperj em Itaboraí.

  9. As vagas oferecidas pelo Comperj ainda estão muito tímidas, tomara que a Lei seja cumprida, pois os moradores de Itaboraí e municípios vizinhos estão pagando um preço muito alto.

  10. Onde posso fazer né enforma sobre as vagas, ou coloca currículo

  11. Vamos ver si vai adianta alguma coisa ,país corrupto.tem q tirar as vagas do sine de itaborai ,eles escolhem quem eles querem .Ou seja eles vendem as vagas ,e as q ficam com a empresa os encarregados ,e engenheiros colocam conhecidos de outras obras.

  12. Sou Técnico de Segurança do Trabalho e Técnico de Enfermagem do Trabalho.
    Como faço para enviar meu currículo?

  13. Sou de saquarema,sou técnico em três áreas,tenho experiência comprovada em CTPS com mais de 50 meses, e nunca foi tão difícil ao menos ser chamado para entrevista.é doido para um chefe de família.

  14. VERDADE VEM ENCARREGADO SUP COM SEUS BAIANOS (QUEM GANHA COM ISSO O DONO DA REPÚBLICA QUE ALUGA E ALGUÉM DA EMPRESA SINDICATO E A GENTE QUE MORA PERTO FICAMOS DESEMPREGADO )(VAMOS FAZER PROTESTO EM FRENTE DO COMPRG

  15. Notícia muito boa para moradores desses municípios…poder ter a chance de trabalhar mais próximo de casa, sem se preocupar com o estresse de trabalho + estresse do trânsito, é muito bom. É um sonho de muita gente.

  16. Gostei muito de saber! Já vou procurar saber, bem próximo de casa. Enviarei tbm meu currículo.

  17. Mais um resultado do ótimo trabalho de gestão que o governador vem fazendo. Embora não tenha votado nele, tenho que reconhecer…em UM ano, ele fez mais do que muitos em QUATRO anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *