segunda, 30 de novembro de 2020

Complexo Veterinário de Maricá perto de sair do papel

Área de 19.394,90 m² abrigará o Complexo. Foto: Karina Cruz

O Complexo Veterinário de Maricá, que será construído no distrito de Itaipuaçu, está mais perto de sair do papel. A homologação que permite a contratação da empresa que irá executar as obras foi publicada, pela autarquia Serviços de Obras de Maricá (SOMAR), no Diário Oficial desta quarta-feira (21).

Os serviços de arquitetura e engenharia para elaboração de projeto básico, legal e executivo, incluindo todos os seus elementos e aprovações legais, orçamentos, estimativas de custo, memórias de cálculo, cronogramas de obras e especificações serão de responsabilidade da empresa contratada.

O local escolhido para construção é o loteamento Portal dos Cajueiros, em Itaipuaçu. A construção do complexo é uma promessa antiga do prefeito Fabiano Horta (PT), que é médico veterinário. 

Expectativa

Complexo facilitará assistência para animais abandonados. Foto: Davi Fernandes / Arquivo

Protetores e cuidadores de animais comemoram a iniciativa e acreditam que o número de abandono irá diminuir. É o caso da cuidadora Cláudia Rios, 54 anos. 

“Atualmente estou com seis cachorros e seis gatos em casa, todos que peguei na rua. Já recolhi cachorro atropelado que ficou internado durante quase um mês e gastei muito dinheiro. Acredito que o hospital ajudará em situação como essas”, contou. 

Cuidadora de animais há pelo menos 30 anos, Cristina Santos, 63 anos, conta que esse é um sonho antigo. 

“Moro em Inoã há 36 anos e desde então cuido dos animais. Estou desempregada no momento e não tenho condições financeiras de pegar mais animais, mas acredito que com um hospital como este teria o suporte necessário para o cuidado sem gastar muito. Esse sempre foi um sonho nosso, cuidadores”, disse. 

As obras estão orçadas em mais de R$ 1.200 milhão. O local ocupará uma área de 19.394,90 m² e contará com instalação de esgoto sanitário e águas pluviais, além de sistema de drenagem no entorno do local.

Ainda sem previsão para início, as obras serão fiscalizadas pela Somar.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *