sábado, 31 de outubro de 2020

Condenados na Maria da Penha não poderão ter cargos comissionados

Governador tem 15 dias úteis para sancionar ou vetar (Foto: Reprodução/Banco de Imagens)

Pessoas condenadas pela Lei Maria da Penha (Lei Federal 11.340/06), que criminaliza a violência contra as mulheres, podem ser impedidas de assumirem cargos em comissão nos órgãos da administração pública estadual. É o que prevê o projeto de lei 2.406/17, da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB) e do ex-parlamentar Dr. Julianelli, que foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) na terça-feira (5), em segunda discussão. O texto seguirá para o governador Wilson Witzel, que tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

De acordo com a proposta, a vedação vale para condenações em decisão transitada em julgado, até que o cumprimento da pena seja comprovado.

“A violência contra a mulher, lamentavelmente, perdura nos diferentes grupos da sociedade como um flagelo generalizado, que põe em perigo suas vidas e viola os seus direitos. É necessário ampliar as medidas de combate a esse crime”, justificaram os autores.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *