terça, 27 de outubro de 2020

Coronavírus: Estado do Rio cria Gabinete de Crise

Finalidade é mobilizar e coordenar as atividades dos órgãos públicos estaduais e entidades. Foto: Divulgação

Visando enfrentamento de emergência de saúde pública decorrente do coronavírus, o Governo do Estado do Rio criou um Gabinete de Crise. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (13).

O gabinete de crise tem por finalidade mobilizar e coordenar as atividades dos órgãos públicos estaduais e entidades quanto às medidas a serem adotadas para minimizar os impactos decorrentes da Emergência em Saúde Pública de Importância Estadual e Internacional.

Os representantes dos seguintes órgãos vão compor o gabinete: Secretarias de Estado da Casa Civil e Governança; de Governo e Relações Institucionais; de Fazenda; de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais; de Infraestrutura e Obras; de Polícias Militar e Civil; de Administração Penitenciária; de Defesa Civil; de Educação; de Ciência, Tecnologia e Inovação; de Transportes; de Ambiente e Sustentabilidade; de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento; de Cultura e Economia Criativa; de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos; de Esporte, Lazer e Juventude; de Turismo; das Cidades; de Vitimados; de Trabalho e Renda; e de Extraordinário de Representação do Governo em Brasília.

Também participam: a Controladoria Geral do Estado; Gabinete de Segurança Institucional do Governo; e Procuradoria Geral do Estado.

Ainda poderão indicar participantes para o gabinete, a Alerj; o Ministério Público; a Defensoria Pública; a OAB; a Prefeitura do Rio; a Fecomércio; a Firjan; a Federação Estadual de Transportes; a Federação de Futebol do Estado do Rio; A Federação Brasileira de Bancos; a Associação de Shopping Center; a Associação de Representantes de Teatros Privados; a Associação de Representantes de Cinemas; a Fiocruz; a Uerj; UFRJ; Mitra e demais entidades religiosas; e órgãos demandados pela coordenação do gabinete em razão de existência de demandas pontuais.

O Gabinete de Crise será coordenado pelo secretário de Estado da Casa Civil e Governança, ficando sediado na Rua Pinheiro Machado, s/nº, no Palácio Guanabara, no prédio anexo, 5º andar, durante 24h por dia, enquanto durar a situação de emergência.

Medidas de emergência

Ainda no Diário Oficial desta sexta-feira foram publicadas medidas que deverão ser adotadas para enfrentamento da emergência de saúde pública. Entre elas estão isolamento; quarentena; exames médicos; testes laboratoriais; coleta de amostras clínicas; vacinação e outras medidas profiláticas; tratamentos médicos específicos; estudo ou investigação epidemiológica; exumação, necropsia, cremação e manejo de cadáver; e requisição de bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas, hipótese em que será garantido o pagamento posterior de indenização justa.

O texto ainda garante ao particular, o pagamento posterior de “indenização com base na chamada ‘tabela do SUS’ quando for o caso, e terá suas condições e requisitos definidos em atos infralegais emanados pela Secretaria Estadual de Saúde”.

A Secretaria de Estado de Saúde ainda deverá criar um Plano de Contingência para conter a emergência pública, que será publicado na internet e distribuído em toda a rede pública e privada de saúde do Estado, até a próxima sexta-feira (20).

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *