domingo, 25 de outubro de 2020

Coronavírus: Pronto Socorro de SG ganha consultório

Unidade também adotou outras medidas de prevenção. Foto: Divulgação

O Pronto Socorro Central de São Gonçalo, no bairro do Zé Garoto, ganha ainda esta semana um consultório médico exclusivo para atender pacientes com síndrome gripal e suspeita de coronavírus. Outros duas medidas tomadas pela direção da unidade, seguindo protocolos estabelecidos pela prefeitura, governo do Estado e Ministério da Saúde, foram a suspensão dos estágios nas áreas de enfermagem, raio x e laboratório e mudança nos horários das visitas. 

“Determinamos que fosse criado um espaço para atender o mais rápido possível o paciente com qualquer suspeita do coronavírus. O pronto socorro é o coração da saúde de São Gonçalo e tem que estar estruturado para receber os possíveis casos da doença com rapidez, eficiência e humanização”, garantiu o prefeito José Luiz Nanci.  

Durante a reunião entre a InSaúde, Instituto que administra o pronto socorro, e as coordenações médica e enfermagem, ficou decidido que qualquer paciente que procurar a unidade com febre, coriza, dor de cabeça, tosse e principalmente dificuldade para respirar será automaticamente desviado para o atendimento prioritário, após receber máscara de proteção. Um médico e um enfermeiro darão o atendimento ao paciente, que terá o cadastro enviado ao departamento de Vigilância Epidemiológica. 

Os acompanhantes também terão que aderir aos novos protocolos, assim como os visitantes. A partir desta semana também apenas um parente poderá acompanhar o seu ente querido diariamente, com troca somente no outro dia. As visitas também mudarão de horários e dias e apenas um parente terá acesso ao paciente. O objetivo das mudanças é garantir um número menor de pessoas circulando dentro da unidade. 

A direção do pronto socorro também está aumentando a quantidade de medicamentos e insumos, seguindo os relatórios dos técnicos do Ministério da Saúde que garantem um possível crescimento da doença nos próximos dias. A unidade também estuda mecanismos para suspender as cirurgias eletivas (agendadas) caso aconteça grande ocorrência de casos no município. 

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *