sexta, 18 de setembro de 2020

Criança morre eletrocutada soltando pipa em SG

Uma criança morreu após ter sofrido uma descarga elétrica na tarde desta quinta-feira (6), no bairro Laranjal, em São Gonçalo. Segundo informações preliminares, ele soltava pipa na varanda de sua casa, na Rua Itatiaia, quando a linha atingiu um fio de alta tensão.

Nathan André teria morrido antes mesmo de ter chegado a unidade de saúde. Foto via Grupo Plantão Enfoco

O estudante, identificado como Nathan André, de 11 anos, chegou a ser encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento de Santa Luzia, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de chegar à unidade de saúde.

Segundo uma das pessoas que ajudou a socorrer o menino, Nathan já estava desacordado quando foi socorrido por vizinhos.

“Era o meu aniversário e eu estava indo na casa da minha mãe. Ouvi os gritos de desespero da avó e a intensão foi tentar ajudar a salvá-lo. Coloquei o menino dentro do carro de um dos vizinhos e, quando coloquei a mão no coração dele, percebi que não estava batendo”, informou a pessoa, que preferiu não se identificar.

A escola onde o menino estudava postou uma mensagem de luto nas redes sociais: “Ele se foi. Aos 11 anos de idade, se foi. E a lembrança fica de um menino que em sua fisionomia parecia estar sempre sorrindo. Alegre, levado, esforçado, participativo e destemido. Ah, Nathan, Nathan! Tão cedo se foi, brincando na rua, aproveitando a infância. Soltando pipa se foi…Superou-se”, dizia a nota.

O enterro da criança será realizado no Cemitério São Gonçalo, no bairro Camarão, às 16h.

Em nota, a Enel lamentou o ocorrido e informou que não há registros de incidentes com a rede na região mencionada. No entanto, a companhia esclareceu que informações preliminares de moradores mencionam uso de pipa no local. “A empresa segue apurando o ocorrido”, informou.

A Enel orienta que em casos de cabos partidos, os clientes devem manter-se afastados e avisar imediatamente a distribuidora pela Central de Atendimento (0800 280 0120).

Outro caso

Em janeiro, dois irmãos morreram eletrocutados, na Comunidade da Cerâmica, no Porto do Rosa, em São Gonçalo.

As vítimas chegaram a ser socorridas, mas morreram a caminho do hospital. Na época, a família informou que cinco irmãos estavam brincando de soltar pipa em um campo de futebol, no bairro onde moram há três anos, quando o caçula, de 2 anos, passou perto de um poste e foi atingido por um fio de energia elétrica.

Ainda segundo familiares, o irmão Cauã, de 14 anos, foi tentar ajudar, mas também acabou eletrocutado

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

4 thoughts on “Criança morre eletrocutada soltando pipa em SG

  1. Agora a culpa E da pipa querem acabar com a infância colocando culpa nas brincadeiras sadias.a culpa é da concessionária que deixa um fio de alta tensão sem qualquer tipo de proteção. Se um fio desse arrebentar e cair em cima de uma pessoa numa bicicleta a culpa E da bicicleta ? Deixem de hipocrisia.

  2. Devem estar usando pó de ferro nessas linhas não é possível ocorrer esses casos sem ter cabo partido

  3. Isso só occoreu pq em ambos os casos as crianças estavam usando Linha Chilena que tem produtos que são receptores de energia…a culpa é de quem vende linha Chilena e com cerol…a culpa é dos pais que não tem Controle do que os filhos fazem, a única culpa da Enel é por falta de manutenção dos cabos de energia… Quem fabricar, vender, usar linha chilena e com cerol podem ser presos e pagam multa lei 8.478

  4. A linha chilena corta a proteção de borracha dos cabos elétricos e conduzem a energia. A culpa é da linha chilena e de quem a comercializa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *