sábado, 05 de dezembro de 2020

Crivella promove lockdown parcial em mais um bairro do Rio

Lockdown chega agora ao bairro de Bangu. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Menos de 24 horas após a decisão de intensificar as medidas de isolamento social no bairro fluminense de Campo Grande devido a aglomerações, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou que vai realizar um lockdown (fechamento) parcial no bairro de Bangu a partir desta sexta-feira, (8). 

“É uma medida de prevenção e preocupação com a saúde das pessoas que, infelizmente, insistem em se aglomerar em algumas áreas da cidade”, disse Crivella.

lockdown parcial começa nesta sexta-feira (8), a partir das 5 h, no calçadão de Bangu. “Cresceram muito os casos lá. Eu faço mais uma vez um apelo às pessoas para não aglomerarem, não saírem de casa, principalmente aquelas que têm comorbidades”, disse o prefeito, que acrescentou que aquele que precisar sair de casa deverá usar máscara “de maneira compulsória”.

Crivella alertou que, se a situação de aglomeração não melhorar, a medida será estendida para os bairros de Santa Cruz e de Realengo, também na zona oeste, e em outros locais onde persistem aglomerações.

Contágio

Bangu é um dos bairros de maior incidência de contágio do novo coronavírus (covid-19), com 45 mortes, e o segundo no ranking do Disk Aglomeração, com 13,6% do total de atendimentos, e em terceiro em número de óbitos. Campo Grande, cujo calçadão foi fechado à circulação nesta quinta-feira (7), é responsável por 22% dos atendimentos e liderava as queixas de aglomerações e o segundo em número de mortes, com 48 mortes na região. 

O bairro de Copacabana, na zona sul, que tem a maior população de idosos da cidade e com o maior número de casos confirmados da doença, 386 infectados, passou a liderar o número de mortos, com 57 óbitos.

Visita

Crivela anunciou que nesta sexta-feira, às 10h30, receberá o ministro da Saúde, Nelson Teich, no Hospital de Campanha, no Riocentro. O ministro conhecerá as instalações de tratamento de vítimas da covid-19. 

O ministro também tem na agenda encontro com o governador Wilson Witzel. Essa é a primeira vez que o ministro visita o Rio após assumir o cargo em 17 de abril.

(Agência Brasil)

Publicada às 22h53

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *