terça, 02 de março de 2021

Da China a Las Vegas: a folia mortal em São Gonçalo

baile da china, festa, tráfico, são gonçalo, barro vermelho, rede social
Baile da China ficou amplamente conhecido durante a pandemia com aglomeração e apologia ao crime. Reprodução/Redes Sociais

Em virtude da pandemia do coronavírus, a população teve que procurar saídas para uma folia sem a presença de blocos carnavalescos. Entretanto, quem visitar a conhecida Rua da Feira, comunidade controlada pela criminalidade no Pita, em São Gonçalo, nesta segunda-feira (15), vai encontrar um Carnaval onde a pandemia de Covid-19 parece não existir com pessoas se abraçando e festejando sem máscaras e álcool em gel.

No cartaz que viralizou nas redes sociais nos últimos dias, os organizadores da “China Folia” anunciam a programação que leva a crer que o público estará em uma arena parecida com o registrado em carnavais na Região Nordeste do país.

Entre os eventos, sete DJs foram escalados, além da presença de um trio elétrico e até um caminhão-pipa para refrescar a multidão.

“Hoje é tudo com nós mesmo, pode explanar pra todo mundo, China Folia”

Vegas Folia

Seguindo a programação clandestina na cidade, o ‘Pistão de Las Vegas’, local em que a criminalidade costuma fazer bailes funk no Jardim Catarina, também será palco de um evento de Carnaval nesta segunda-feira (15). O evento acontecerá a noite, sem horário divulgado, na localidade conhecida como Jardim Catarina Novo.

Evento está sendo divulgado nas redes sociais com o nome de “Vegas Folia”. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Riscos

O infectologista do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe), José Antonio Pozza, atentou para o aumento de casos da Covid-19 por conta das aglomerações clandestinas. Uma programação com a agenda da folia clandestina em São Gonçalo chamou a atenção da população nos últimos dias.

“Pode acontecer o mesmo resultado de como ocorreu no pós-festas natalinas. Muito uso de bebida traz uma sensação de segurança, pois o álcool pode fazer a pessoa perder o senso do cuidado, e dificilmente alguém vai usar máscara. Praticamente todas essas festas vão acontecer sem o aval de órgãos sanitários e autoridades. Com isso, medidas como distanciamento social para não ter aglomerações não serão respeitadas. Vamos pagar a conta depois”

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro ainda não esclareceu se a partir das denúncias pretende mobilizar ações na região.

A Secretaria Municipal de Ordem Pública, através da Guarda Municipal e Subsecretaria de Fiscalização de Posturas, e a Secretaria de Saúde, através da Vigilância Sanitária de São Gonçalo informa que mantém equipes nas ruas orientando comércio, bares e restaurantes para que cumpram as medidas preventivas para evitar o contágio pelo novo coronavírus, como uso de máscaras e de álcool em gel e distanciamento.

Segundo a prefeitura, casos de denúncias de aglomerações e festas clandestinas estão sendo comunicados à Polícia Militar, que tem atribuição para agir.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *