terça, 27 de outubro de 2020

Descarte de quentinhas gera polêmica em Niterói

Alimentou precisou ser descartado pela Vigilância Sanitária. Foto: Reprodução de vídeo

Viralizaram essa semana na internet imagens de fiscalizações da Guarda Municipal de Niterói que mostram o descarte de ‘quentinhas’ comercializadas nas ruas da cidade. As imagens acabaram gerando polêmica e dividiu opiniões.

Um dos trabalhadores afetados pelas ações, na manhã de quinta-feira (3), foi Edinei Guimarães, de 30 anos. Morador de São Gonçalo ele revela que já vende quentinhas há cerca de três anos e trabalhava como motorista de aplicativo, mas deixou o cargo para oferecer o serviço de alimentação para os colegas.

“Nunca tive problema nenhum de saúde com ninguém. Minha comida é toda fresca, as meninas que preparam obedecem toda a higiene, usam toucas. Vendo tudo em bom estado de conservação. Eu também não tiro cliente de restaurante nenhum porque o nível de valor é completamente diferente”, conta.

Guimarães costuma entregar os alimentos nas proximidades da Praça Leoni Ramos, popularmente conhecida como’Cantareira’, em São Domingos. Ele conta que não fica parado, divulgando o serviço, porque já possui uma cartela de clientes fixos. Ou seja, só estaciona para fazer as entregas.

“Eu não estava com placa, com a mala aberta, nada disso. Eu estava chegando para trabalhar, como um dia normal, quando fui abordado ainda dirigindo. Fiquei muito chateado como toda a situação porque eu quero me legalizar, mas ninguém me diz como fazer. Como vou sustentar minha casa, pagar o aluguel?”, questiona o trabalhador, que vende de 30 a 50 quentinhas por dia.

Vigilância Sanitária

O chefe da Vigilância Sanitária de Niterói, Francisco de Faria Neto, esclarece que esse tipo de atividade não segue nenhuma normativa ou regularização. Segundo o responsável pelo órgão, o consumo pode acarretar em riscos a saúde, sob a justificativa de que as condições de produção, embalagem, transporte e conservação não são controladas.

“Produtos mal preparados ou conservados podem representar diferentes níveis de risco à saúde, podendo variar desde um mal estar a até mesmo, em alguns casos, a morte. A ocorrência mais comum é a de infecção alimentar, causada por micro-organismos e toxinas presentes em alimentos mal preparados ou mal conservados, isso pode acarretar nas faixas etárias extremas, como crianças e idosos, graves complicações de saúde”, explica.

A Vigilância Sanitária informou ainda que ‘considerando que o alimento apreendido é de origem e conservação desconhecida, não há a mínima garantia que este não ofereça risco a saúde de quem o consumir, tornando-se assim, um alimento suspeito’. Sobre o descarte das quentinhas no lixo, o órgão reiterou que é feito na presença do vendedor, ‘como forma de transparência e eliminação de riscos’.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

5 thoughts on “Descarte de quentinhas gera polêmica em Niterói

  1. Conversa fiada.
    Sabemos que quem faz as denúncias são os gerentes de restaurantes.
    E tem aquele agrado dos donos depois para os fiscais…

  2. essas autoridades devem estar ganhando alguma coisa com isso, é lamentável

  3. SE NENHUM CLIENTE FEZ RECLAMAÇÃO DE SUPOSTA FALTA DE ARMAZENAMENTO E ERA PEDIDO FIXO ISSO GERA UMA ARBITRARIEDADE DE PODER.
    AS QUENTINHAS SÃO TRANSPORTADAS EM RECIPIENTE APROPRIADOS DE 4 EM 4 ,E SÃO VENDIDAS PARA TRASNPORTAR QUENTINHAS DE ALUMINIO. O RAPAZ NÃO ESTAVA FAZENDO USO DE PROPAGANDA, POR QUE OS FISCAIS VIRAM OSTRANSPORTES DENTRO DO VEICULO ABORDARAM.
    POR QUE OS AGENTES SANITARIOS NÃO FISCALIZAM AS COMIDAS DISTRIBUIDAS POR IGREJAS QUE SÃO JOGADAS FORA NOS LOCAIS DEBAIXO DA PONTE ENTRE ALAMEDA E PONTO CEM RÉS. NA RUA CORONEL GOMES MACHADO NO ALBERG DA PREFEITURA DEZENAS DE COMIDAS JOGADAS FORA AUMENTANDO O ALMENTO DE RATOS E PRAGAS. 90% DOS TRABALHADORES INFORMAIS ( CAMELOS ) DA CIDADE DE NITERÓI SÃO ALIMENTADOS DESSA FORMA PASSA UMA PESSOA DIZENDO O CARDAPIO DO DIA OU JÁ LIGAM DIRETO PARA SEUS FORNECEDORES. LAMENTAVELMENTE OS ORGÃO SEMPRE JUSTIFICAM ATITUDES CERTAS POR ERRADAS.
    VIVEMOS UM MOMENTO DE ADUSO DE AUTORIDADE ABTRARIEDADES A ONDE O PEQUENO CIDADÃO NÃO TEM O DIREITO DE DEFESA.
    ELES TEM E QUE FISCALIZAR OS COMERCIOS Á ONDE EXISTEM PESSOAS QUE NÃO SÃO DE NOSSO PAIS, AS LANCHONETES DO TERMINAL, OS BANHEIROS PUBLICOS, Á ONDE EXISTEM PESSOAS DE NIVEIS DUVIDOSOS USANDO DROGAS SEM SE IMPORTAR DO LOCAL QUE ESTÃO.
    LAMENTO MUITO A PERDA DA MERCADORIA QUE O CIDADÃO DE BEM PERDEU. POIS OS ROGÃO PUBLICOS DIFICULTAM O ECESSO AS INFORMAÇÕES PARA ABERTURA DE UMA MICRO EMPRESSA COLOCANDO MIL OBSTACULOS.

  4. Então de emprego digno aos que confiaram em você seu lixo!!!! #ForaRodrigoNeves! 😠😠😡

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *