terça, 27 de outubro de 2020

Dificuldade nas contratações para o hospital de campanha em SG

Reunião irá discutir estratégia para o enfrentamento das dificuldades criadas pela suspensão dos pagamentos imposta pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE). Foto: Pedro Conforte

A abertura do hospital de campanha de São Gonçalo foi adiada mais uma vez. O último prazo dado pelo Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas) – organização social responsável pela unidade de saúde – era para esta sexta-feira (29). Porém, nesta manhã, o Instituto esclareceu que fará uma reunião para discutir a estratégia para o enfrentamento das dificuldades criadas pela suspensão dos pagamentos imposta pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE).

A Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (SES-RJ) também participará da reunião, agendada para às 16h. Segundo nota do Iabas, a suspensão dos pagamentos agravou ainda mais a dificuldade de contratação de médicos e pessoal técnico para a unidade de São Gonçalo.

“O Iabas já vinha enfrentando resistência por parte dos profissionais de saúde em trabalharem nesta unidade em consequência da insegurança da região, agravada pela manifestação violenta por parte do deputado Filippe Poubel e um grupo de simpatizantes armados. Desta forma, a entrada em operação do hospital ficou comprometida”, informou o Instituto através da assessoria de imprensa.

O instituto ainda esclareceu que há falta no mercado de medicamentos essenciais ao tratamento de pacientes graves.

“Aliado a estes fatos, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea) e o Ministério Público do Trabalho notificaram o IABAS para realizar adequações na estrutura. Diante disso, o IABAS solicitou uma reunião com a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro na tarde desta sexta-feira para encontrar uma solução que cause menos transtornos à população”, concluiu.

Na mesma reunião será discutido um novo cronograma de entrada em operação das demais unidades, que também podem ter a entrega comprometida pelo corte de recursos.

Mudanças de datas

No meio da tarde, a organização social soltou uma nota afirmando que o hospital seria aberto nesta sexta (29), porém, poucos minutos depois voltou atrás e pediu para desconsiderar, deixando a inauguração da unidade médica sem uma data.

O Hospital de Campanha terá capacidade para 200 pacientes, sendo 80 leitos de UTI, com respiradores, porém, após ser questionada, a Iabas não informou se todos os equipamentos já estavam na unidade. Na terça (26) haviam apenas 10 respiradores instalados, enquanto equipes de manutenção corriam para fazer instalações elétricas e limpeza.

Publicada às 10h20

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *