domingo, 17 de janeiro de 2021

Estado adquire 8 milhões de agulhas e seringas para vacinação

Um segundo lote com outras 8 milhões de agulhas e seringas será entregue à SES em janeiro. Foto: Pixabay

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) vai receber dentro de dez dias o primeiro lote com 8 milhões de agulhas e seringas que poderão ser usadas para a vacinação da população do Estado do Rio contra a Covid-19 assim que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar a compra das vacinas pelo Ministério da Saúde. Um segundo lote com outras 8 milhões de agulhas e seringas será entregue à SES em janeiro.

O processo de compra já está concluído. Neste momento, a Secretaria de Saúde informou que está fazendo o empenho de verbas para a entrega imediata do material. O Plano Nacional de Imunização, do Governo Federal, prevê a distribuição de agulhas e seringas aos estados. Mesmo assim, o Governo do Rio adotou um plano de contingência estadual, para que não ocorram atrasos na vacinação dos cidadãos fluminenses.

Os 16 milhões de agulhas e seringas serão suficientes, caso necessário, para as quatro primeiras fases da campanha de imunização contra a Covid-19, quando a previsão é de que sejam vacinadas 3,5 milhões de pessoas no estado.

Outro processo de aquisição, de mais 50 milhões de agulhas e seringas, foi iniciado em 4 de dezembro e estará concluído para as fases seguintes da campanha de vacinação contra a Covid-19. Além disso, o Governo do Rio já iniciou a readequação de toda a sua estrutura de logística, inclusive as de armazenamento e distribuição das doses de vacinas, para estar totalmente preparado para o início da vacinação.

Em agosto, foi iniciado o processo de compra de 164 câmaras refrigeradas que serão enviadas aos municípios fluminenses, para ajudar na montagem da infraestrutura local. O Governo do Estado já tem a infraestrutura de armazenamento e distribuição de doses de vacina, pois faz seguidamente grandes campanhas de imunização contra a gripe e muitas outras doenças.

A frota da SES será priorizada para distribuição das doses de vacinas contra a Covid-19. Parte dos municípios também dispõe de veículos refrigerados para esse transporte.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *