domingo, 17 de janeiro de 2021

Estado anuncia medidas para escolas da Região Serrana

Comte se reuniu com secretários municipais para alinhar estratégias para o ano letivo. Foto: Divulgação

Durante evento do Governo do Estado, realizado nesta segunda-feira (11), em Teresópolis, que marcou os 10 anos da tragédia na Região Serrana, o secretário de Educação, Comte Bittencourt, se reuniu com secretários municipais para alinhar estratégias para viabilizar o ano letivo de 2021.

Entre as ações previstas pela pasta para a Região está o incremento de até 70% nas verbas de manutenção e de merenda dos seus 14 municípios, totalizando R$ 14,6 milhões. A adaptação das unidades escolares aos protocolos sanitários dentro de um modelo híbrido de ensino (remoto e presencial) faz parte do pacote de ações. 

“O encontro foi importante, já que a maioria das prefeituras tem uma nova equipe assumindo e precisamos estar alinhados neste ano de muitos desafios. O importante é que se tenha um pensamento próximo dessa concepção de ensino híbrido, com parte presencial e parte remota. É fundamental as secretarias municipais terem comitês de gestão com as secretarias de saúde. Ouvir o comitê científico e a autoridade sanitária da cidade é um pré-requisito fundamental”, falou. 

Na ocasião, Comte também anunciou que está expandindo a oferta de vagas para a capacitação de professores municipais em ferramentas digitais. Serão ofertadas 4,5 mil vagas, 50 para cada um dos 92 municípios, no Trilha Formativa Ensino Híbrido, um compilado de cursos on-line oferecido pelo Instituto Singularidades, um dos mais renomados em qualificação de educadores.  

“Só para a rede estadual, foram oferecidas 45 mil vagas. Os módulos incluem tudo o que há de mais atual para colocar em prática o modelo híbrido de ensino como produção de mídia, design gráfico, podcasts, jogos digitais, uso de aplicativos e tutoriais para produção de conteúdo”, destacou. 

O secretário apresentou, ainda, o calendário do novo ano letivo, que começa no dia 8 de fevereiro. Dessa data até março, todos os alunos da rede estadual de ensino passarão por um período de avaliação diagnóstica. Após essa fase será colocada em prática a recuperação de conteúdos perdidos em 2020, com algo semelhante ao que o Conselho Nacional de Educação aprovou como “Continuum Escolar”, estabelecendo uma pedagogia diferenciada e atividades extras. Os estudantes começarão o ano curricular de 2021 a partir de maio. 

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *