quarta, 02 de dezembro de 2020

Estado do Rio abre linha de crédito para micro e pequenas empresas

De acordo com o Estado, os financiamentos terão prazos e carências estendidos e taxas de juros reduzidas. Foto: Philippe Lima/Governo RJ

O governador Wilson Witzel (PSC) já anunciou que conta, atualmente, com R$ 320 milhões em recursos iniciais que serão destinados a uma linha de crédito para microempreendedores individuais (MEIs), micro e pequenas empresas. De acordo com o Estado, os financiamentos terão prazos e carências estendidos e taxas de juros reduzidas, bem abaixo das praticadas pelos bancos tradicionais.

“A ideia é viabilizar recursos para que as empresas e empreendedores fluminenses possam financiar o capital de giro necessário para superar o período de impacto das receitas, evitando um aumento na taxa de desemprego, o maior prejuízo econômico e, principalmente, o alastramento do vírus”, explica o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Lucas Tristão.

O governo utilizará recursos próprios e de fundos estaduais e federais, como Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Fungetur (Fundo Geral de Turismo) e Fempo (Fundo Estadual de Fomento ao Microcrédito Produtivo Orientado para Empreendedores), para providenciar o financiamento. Para a contratação, serão estabelecidas parceiras com Sebrae, cooperativas de crédito, fintechs e entidades de classe.

A Agência Estadual de Fomento do Rio de Janeiro (AgeRio) – vinculada à secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico – finalizou uma cartilha para orientar os empresários e informar quais empresas e segmentos terão prioridades no acesso ao crédito emergencial. O documento pode ser acessado por meio do link .

“O governador Wilson Witzel está tomando uma série de decisões firmes, mas muito prudentes e necessárias, de enfrentamento da situação, para evitar o agravamento da crise, mas sem nunca esquecer de apoiar a sustentabilidade da economia e dos negócios do Estado”, destaca Tristão.

O secretário se reuniu, no início da semana, com presidentes de associações e representantes da sociedade civil. “Estamos levando ao governador todas as ponderações e propostas do empresariado fluminense. Precisamos agir agora e com seriedade”, acrescenta Tristão.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *