terça, 26 de janeiro de 2021

Estado volta atrás e cirurgias eletivas são mantidas em hospitais

Os procedimentos serão mantidos nas unidades de saúde. Foto: Agência Brasil

Pouco mais de uma semana após anunciar a suspensão de cirurgias eletivas nos hospitais de urgência e emergência da rede SUS do Estado, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) voltou atrás da decisão, nesta terça-feira (1º). De acordo com o governo, os procedimentos serão mantidos nas unidades para evitar maiores impactos na saúde do estado.

Anteriormente, a suspensão estava prevista para acontecer a partir do dia 7 de dezembro. A medida havia sido tomada visando a liberação do maior número de leitos para Covid-19 e incluía os hospitais estaduais Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo, e Azevedo Lima (Heal), em Niterói.

Nesta terça-feira (1º), o governador em exercício Cláudio Castro , no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, o prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes (DEM), para tratar de forma integrada sobre temas importantes para o Rio de Janeiro. Eles anunciaram um trabalho em parceria para questões como o combate à Covid-19, a segurança pública e o saneamento.

O secretário de estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves, e o futuro secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, também já se reuniram para ajustar medidas contra a pandemia. O prefeito eleito afirmou ainda ter conversado com o governador em exercício sobre uma maior aproximação entre a Guarda Municipal e as forças de segurança do estado. O objetivo é estabelecer uma parceria no patrulhamento ostensivo da cidade.

“Estamos fiscalizando duramente os eventos e abrindo leitos. Estou conversando a todo momento com representantes de shoppings e restaurantes para que essa fiscalização e a questão da higiene sejam intensificadas. Os estabelecimentos que não cumprirem as normas serão multados e até fechados. A população precisa colaborar, as pessoas precisam ter a consciência e continuar usando máscara e mantendo o distanciamento social”, observou Castro, ressaltando que na última semana a Secretaria de Estado de Defesa Civil realizou 41 interdições. 

Outra questão debatida entre Paes e Castro foi a volta às aulas em 2021. Segundo o prefeito eleito, assim que for designado o novo secretário municipal de Educação, as decisões sobre retomada das aulas serão alinhadas com o secretário estadual de Educação, Comte Bittencourt.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *