sábado, 24 de outubro de 2020

Ex-secretário de Educação de Cabo Frio no olho do furacão

A coletiva promovida pelo ex-secretário de Educação de Cabo Frio, Cláudio Leitão (Psol), na tarde desta terça-feira (14) no centro da cidade, que deveria servir para apresentação de denuncias contra a Prefeitura, segundo antecipou o próprio Leitão, acabou virando a oportunidade para esclarecimentos sobre o período em que atuou como secretário e teriam sido praticadas as irregularidades que o próprio denuncia.

Prevista para começar às 15h, a coletiva começou quase meia hora depois e durou cerca de duas horas. Segundo Leitão, por falta de repasses da Secretaria de Fazenda para a Educação, a dívida com a pasta já ultrapassa R$ 40 milhões.

Na última quinta-feira (9) profissionais da Educação do município fizeram uma paralisação contra a Secretaria, por conta de atrasos salariais, entretanto o então secretário não prestou soluções sobre os atrasos e optou por aderir ao movimento transferindo a responsabilidade para a Prefeitura, a qual fazia parte. Além disso, Leitão optou por não falar sobre o uso de canais de informação da própria Secretaria para promover a greve.

“Meu pedido de exoneração não foi protocolado, eu avisei ao prefeito que meu cargo estava a disposição e reforcei que o pagamento dos professores deveriam ser pagos até o quinto dia útil.”

O então secretário foi exonerado na última sexta-feira e segundo a Prefeitura o motivo teria sido a recusa em efetuar o pagamento dos servidores, conforme o calendário determinado pelo prefeito Adriano Moreno (REDE). Entretanto, o prefeito contesta a informação alegando que já tinha pedido a exoneração dois dias antes.

Questionado sobre diante das irregularidades por qual motivo se manteve no cargo, Leitão limitou-se dizer que já enviou as denúncias ao Ministério Publico, ciente que de que ele mesmo pode ser alvo do MP.

Em nota, a Prefeitura de Cabo Frio informou que o próprio Executivo tem total interesse que as denuncias do ex-secretário sejam apuradas, já que a pasta era gerida pelo próprio. Segundo a Prefeitura ‘O senhor Cláudio Leitão também era o ordenador de despesas da Secretaria’.

Pelas redes sociais o prefeito de Cabo de Frio também se posicionou sobre as acusações do ex-secretário.

Reprodução Rede Social / Divulgação
(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *