quinta, 26 de novembro de 2020

Família procura por adolescente desaparecido em Niterói

Familiares de Lucas Soares, de 16 anos, que é portador de necessidades especiais, buscam informações sobre o seu paradeiro. O adolescente desapareceu na última sexta-feira (1º), enquanto passava o feriado na casa do padrinho.

Lucas Soares, 16, desaparecido. Foto via Grupo Plantão Enfoco 2
Lucas passava o fim de semana na casa do padrinho, na Ilha da Conceição. Foto via Grupo Plantão Enfoco

Segundo a mãe do menino, a manicure Aldileia Barros Soares, de 38 anos, Lucas mora com ela no condomínio Minha Casa, Minha Vida, de Itaipuaçu, em Maricá, e teria ido passar alguns dias com o padrinho, que mora na Ilha da Conceição, em Niterói.

Ela explicou que como a família mora em um apartamento, Lucas acabou ficando muito preso durante a quarentena ocasionada pelo coronavírus e, consequentemente, estressado. Por isso, decidiram deixar que ele passasse alguns dias na casa do padrinho, a qual não ia há dois meses.

“O padrinho dele contou que o Lucas estava na pedra da Ilha da Conceição, soltando pipa, e que por volta de 21h o chamou para entrar. Meu filho é especial, não tem maldade, não é um rapaz com mentalidade de um garoto de 16 anos. É a mentalidade de uma criança de seis anos. Antes dele entrar, o padrinho o chamou para lavar as mãos, no quintal mesmo, onde tem uma torneira com sabão. Enquanto o padrinho lavava as próprias mãos e o rosto para fazer a higienização do Lucas, ele sumiu”, explicou Aldileia.

A mãe do adolescente ainda explicou que já foi em hospitais, delegacias e até mesmo no Serviço Médico Legal (IML) do Barreto para ver se conseguia notícias do filho, mas sem sucesso. Ela registrou o caso na Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNISG), onde será investigado.

“Ele nunca fez isso e não saía sozinho. Meu compadre falou que na quinta-feira (30), um dia antes do Lucas desaparecer, ele estava muito agitado. Não houve briga entre eles, eles se dão muito bem e o Lucas costuma passar fins de semana na casa do padrinho. Provavelmente ele teve um surto. Ele faz uso de remédios controlados e fazia tratamento com um psiquiatra. Estou desesperada com a falta de notícias”, contou Aldileia.

Quem tiver informações do paradeiro do adolescente pode entrar em contato com Aldileia através do número 97338-9950.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *