domingo, 29 de novembro de 2020

Folia não tem idade em Maricá

O Bloco da Terceira Idade arrastou cerca de cem foliões na tarde desta sexta-feira (1º), na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro de Maricá, segundo os organizadores. 

Bloco atraiu centenas de pessoas (Foto: Eldade Vieira/Colaboração)

O bloco já está na décima edição e é organizado pela Casa do Idoso ‘Mais Feliz’, um projeto da Secretaria Municipal Adjunta do Idoso, que tem como objetivo promover o bem estar e a qualidade de vida dos idosos que vivem nas unidades. Segundo a coordenadora da Secretaria, Pamella Curvelo, existem 11 casas e unidades que atendem a 4,5 mil idosos.

A concentração aconteceu às 17h e a animação ficou por conta da Banda ‘Tatudoemcasa’, que puxou o trio elétrico com marchinhas de carnaval e também interagiu constantemente com o público.

“Quero saber a verdade, quem daqui tem mais de 18 anos?”, brincou a cantora Cida Santos, de cima do trio.

O desfile saiu às 18h e contou com a presença do Rei e da Rainha da Terceira Idade. A votação para escolher os vencedores foi feita na última quarta-feira (27), em todas as unidades da Casa.

O morador de Maricá Cacio Sena, de 55 anos, conquistou o posto de rei e deu um banho de disposição e alegria durante o evento.

“Eu frequento Maricá há mais de 20 anos, mas quando me aposentei resolvi me mudar pra cá. Este é o primeiro ano que eu participo. Já cheguei ganhando, entrei pela janela. Não tô fraco, não!”, brincou ele.

Cacio foi eleito Rei da Terceira Idade (Foto: Eldade Vieira/Colaboração)

Durante a apresentação, Cida convidou Seu Toninho, de 83 anos, para cantar a marchinha composta por ele especialmente para o bloco. Seu Toninho faz parte da Casa do Idoso Mais Feliz há 16 anos e compõe uma música diferente a cada ano.

“Eu vou pra Maricá, eu vou pra Maricá, no bloco do idoso, eu vou me acabar, no bloco do idoso é la que eu vou brincar, agradecemos à Secretaria que trata o idoso com a amor e alegria, o carnaval é uma festa popular, brinca idoso e quem quiser brincar”, cantou acompanhado da multidão, que sabia a letra de cor.

A Casa do Idoso Mais Feliz oferece gratuitamente dezenas de atividades esportivas, culturais e sociais aos cadastrados no programa. 

Vera Lúcia, de 68 anos, faz parte do programa há dois anos, e afirmou amar as atividades assim como o bloco.

“Eu adoro a dança de salão e o alongamento, e claro as amizades que a gente faz”, contou ela que conheceu seu namorado na unidade.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *