sábado, 31 de outubro de 2020

Hacknit: Maratona tecnológica acontece em agosto

Edição 2019 da maratona tecnológica. Foto: Arquivo/Divulgação

A edição 2020 do HackNit, maratona tecnológica para desenvolver soluções para problemas específicos da Prefeitura de Niterói, acontecerá entre os dias 21 e 23 de agosto, no Caminho Niemeyer. Até a próxima segunda-feira (16), estará aberta a consulta pública para a escolha de três áreas que poderão ser abordadas nos desafios. Para participar da consulta pública, basta acessar o site.

Os desafios da maratona hackaton são baseados nas áreas do “Niterói Que Queremos” (NQQ), que é o planejamento estratégico de desenvolvimento a longo prazo (até 2033) para o município, dividido em sete eixos: Niterói Organizada e Segura, Niterói Saudável, Niterói Escolarizada e Inovadora, Niterói Próspera e Dinâmica, Niterói Vibrante e Atraente, Niterói Inclusiva e Niterói Eficiente e Comprometida. Os três mais votados serão os selecionados.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), Axel Grael, ressalta que, com mais uma edição do HackNit, a Prefeitura de Niterói avança para construir uma gestão cada vez mais moderna e atualizada. Ele enfatiza, ainda, que o evento também estimula startups de profissionais da área de TI, que estão em formação ou já no mercado de trabalho, para que promovam e desenvolvam seus softwares e suas habilidades no município.

“Niterói já é reconhecida como uma das cidades inteligentes do País. O Município tem grande vocação universitária e no HackNit são discutidos temas muito atuais. O objetivo é estimular e promover desdobramentos que possam ser aplicados com eficiência, e que rendam frutos bastante positivos não só para os participantes como para toda a cidade”, afirma Axel Grael.

O HackNit é coordenado pela Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag). A primeira edição aconteceu em 2018. No ano passado, 26 grupos se inscreveram para participar da primeira etapa e 10 equipes foram escolhidas para desenvolver seus projetos e apresentarem aos jurados. O projeto vencedor foi o “BikeNit”, um sistema de sensores que utiliza a tecnologia de crowdsensing para coletar dados de ciclistas e oferecer informações relevantes à Prefeitura.

O primeiro aplicativo desenvolvido no Hacknit a ser apresentado à população foi o Dona Zélia, chatbot voltado para vacinação, que permite que a população tire dúvidas sobre vacinas nos postos da cidade. O projeto foi uma parceria entre a Seplag, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) e a equipe da empresa Remedin. O lançamento aconteceu em fevereiro.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *