Internações estão proibidas no Hospital Doutor Luiz Palmier em São Gonçalo. Foto: Arquivo

O Hospital Doutor Luiz Palmier e a Unidade de Saúde Familiar Santa Luzia, ambas em São Gonçalo, sofreram uma ‘interdição ética’ nesta terça-feira (15) pelo não cumprimento às determinações das fiscalizações do Conselho Regional de Medicina do Rio (CREMERJ), que já tinham sido realizadas nas unidades.

Interdição foi realizada nesta terça-feira. Foto via Grupo Plantão Enfoco

Segundo o Cremerj, no Palmier, a interdição foi parcial, restringindo novas internações por até 45 dias, mas mantendo a assistência aos pacientes já internados. As irregularidades colocavam em risco a assistência à população, motivo pelo qual o CRM e a Defensoria Pública viram-se levados a esta medida extrema. O Conselho esclareceu que aguarda que a Prefeitura de São Gonçalo providencie o reparo de todas das anormalidades, o quanto antes, e que na nova visita, que será feita, a unidade possa voltar a atender a população com segurança e qualidade.

O Conselho reforça que a medida é para proteger a população e zelar pela saúde do paciente e pelo maior bem que a humanidade tem que é a vida. O prazo de interdição estabelecido foi de 15 dias, mas passível de prorrogação por mais 30 dias.

Segundo a direção do hospital, a interdição é desproporcional a realidade atual da unidade de média e alta complexidade e prejudicial aos usuários do sistema único de saúde. Como a interdição é parcial,  a unidade, que atua com leitos de retaguarda a 3 unidades hospitalares de urgência e emergência da cidade, continua realizando toda assistência necessária aos pacientes já internados, prestando todo suporte normalmente.

A direção informou ainda, que a unidade respondeu o ofício previamente ao Cremerj, com as adequações solicitadas na última visita e que as não solucionadas se encontram em processo licitatório de compras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *