quarta, 21 de outubro de 2020

Hospital Getulinho às escuras

Hospital ficou cerca de dez horas sem energia elétrica (Foto: Divulgação/Crefito2)

O Hospital Getúlio Vargas Filho, o ‘Getulinho’, no Fonseca, Zona Norte de Niterói, ficou sem energia elétrica por mais dez horas, das 23h30 de segunda-feira (4) até às 9h40 desta terça (5). Segundo denúncias de quem passou por atendimento no local, somente a recepção, o térreo e o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) não foram afetados pela queda de luz.

A assistente administrativa Aline Miranda estava com o filho de dois meses internado no hospital, devido a uma infecção urinária, no momento em que seu andar ficou completamente no escuro.

“As enfermarias do primeiro andar estavam todas sem luz. As medicações eram aplicadas com auxílio da lanterna do telefone. Nenhum responsável pelo hospital nos deu explicações”, desabafou.

Segundo Aline, não existem motivos para reclamar do atendimento no Getulinho, mas a falta de um gerador que dê conta de todo o estabelecimento a preocupa.

“O tratamento aqui é dez! Só achei uma falha grande o gerador não funcionar em um andar todo”, disse.

Outra acompanhante de um paciente, que preferiu não se identificar, corroborou com a informação e ainda ressaltou o calor na unidade.

“Uma enfermaria faz a medicação e a outra fica com a lanterna do celular ligado, isso porque a bateria não descarregou. E além de tudo ainda estamos no calor”, reclamou.

Procurada, a Prefeitura de Niterói esclareceu que, devido às chuvas, ocorreram picos de energia no hospital, queimando o gerador da ala da enfermaria.

“O aparelho já está em funcionamento e nenhum atendimento foi prejudicado”.

Já a concessionária de distribuição de energia, Enel, informou que técnicos da companhia trabalharam durante toda a noite para fazer os reparos na rede elétrica em diversos locais, após as chuvas que atingiram a cidade.

“Com a intensidade da chuva, galhos de árvores caíram sobre a rede elétrica em algumas localidades e, em algumas regiões, o alagamento das ruas dificultou o acesso dos veículos da companhia”.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *