sexta, 22 de janeiro de 2021

Identificada vítima fatal de incêndio em hospital de São Gonçalo

incêndio, hospital, morto, carbonizado, São Gonçalo, Polícia Civil, perícia
O incêndio aconteceu no 5ª andar da unidade. Foto: Pedro Conforte

Foi identificada como Carlos dos Santos, a vítima fatal de um incêndio ocorrido no início da tarde desta quinta-feira (24), no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) – dedicado a pacientes com Covid-19 – do Hospital e Clínica São Gonçalo, no Centro de São Gonçalo. Ele tinha 62 anos e estava internado na unidade de saúde. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima morreu carbonizada. Outras três pessoas ficaram feridas e foram socorridas, mas até o momento a direção do hospital não divulgou o estado de saúde delas. 

O Corpo de Bombeiros foi acionado às 13h26. Equipes dos quarteis do Colubandê, Niterói, Central, da Diretoria de Socorro de Emergência e de Manutenção e Suprimento da Corporação atuaram na unidade por cerca de 6 horas até controlar completamente as chamas. Os vidros de algumas janelas de diferentes andares foram quebrados. Os militares utilizaram um equipamento de ventilação para remover a fumaça que estava no interior do prédio. 

incêndio, hospital, morto, carbonizado, São Gonçalo, Polícia Civil, perícia
Vidros de algumas janelas de diferentes andares foram quebrados. Foto: Pedro Conforte

Durante o incêndio cada ajuda era válida para remover pacientes e equipamentos. Além da equipe da brigada de incêndio, bombeiros e a equipe técnica, visitantes também deram apoio carregando equipamentos. 

Enquanto os pacientes que estavam no CTI eram transferidos para outros setores da mesma unidade hospitalar, era possível ver algumas pessoas nervosas na parte externa, observando a correria no local. 

“Os funcionários pediram para a gente sair da visita, mas não deram detalhes. Só quando saímos que entendemos o que estava acontecendo”, contou o borracheiro Carlos da Silva, 51 anos, que visitava um primo. 

incêndio, hospital, morto, carbonizado, São Gonçalo, Polícia Civil, perícia
Pacientes foram transferidos para outros setores da mesma unidade. Foto: Pedro Conforte

O visitante Marcelo dos Santos, soube do incêndio pela imprensa e foi correndo para o hospital buscar informações da tia que foi internada na unidade, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). 

“É preocupante para todo mundo, ninguém espera acontecer com um ente querido, quando eu soube do incêndio vim correndo, mas graças a Deus não aconteceu nada com ela”, disse Marcelo.

Procurada, a assessoria de imprensa da unidade informou que o incêndio ocorreu às 13h09, no CTI 3, o qual possui 10 leitos, destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19. A brigada de incêndio do hospital foi até o local e acionou o Corpo de Bombeiros. O local foi isolado e todo funcionamento da unidade hospitalar restabelecido. A princípio não foi identificada a causa do incêndio, que será avaliado e liberado laudo pela perícia técnica competente. 

Segundo o delegado Allan Duarte, da Delegacia do Mutuá (72ª DP) que investiga o caso, todas as minhas de investigações serão apuradas.

“Nenhuma linha de investigação está descartada, a gente trabalha com a hipótese de acidente ou incêndio criminoso isso vai ser checado ao longo do inquérito. A nossa intenção é liberar o mais rápido os leitos da unidade para as pessoas serem atendidas, já estemos uma data prevista marcada”, disse. 

Ainda segundo Duarte, o direto do hospital será ouvido nos próximos dias.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *