domingo, 20 de setembro de 2020

Idosa com esquizofrenia desaparece em Niterói

Idosa desapareceu no último dia 21. Foto: Reprodução

Familiares da aposentada Sandra Maria Macedo, de 65 anos, buscam por informações que levem até o paradeiro da idosa. Sandra, que é diagnosticada com esquizofrenia e que estava morando em um hotel há pouco mais de um mês, no Centro de Niterói, está desaparecida desde o último dia 21.

A filha única da aposentada, a balconista de farmácia Daniele Macedo de Souza, de 38, explicou que a idosa já sumiu pelo menos 10 vezes nos últimos anos, mas que o sentimento é sempre de desespero. Sandra Maria faz tratamento pelo Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Maricá há pelo menos cinco anos.

“Minha mãe morava na casa embaixo da minha, aqui no bairro Marquês, em Maricá. Porém, desde o fim de julho, ela se mudou para um hotel chamado Arariboia, após alegar que não queria continuar morando aqui na cidade. Procurei orientação do Caps e eles me pediram para deixar que ela se mudasse, como queria”, informou Daniele.

O último encontro entre Daniele e Sandra Maria aconteceu no dia 3 de agosto, no aniversário da balconista. Segundo a balconista, Sandra Maria levou uma torta salgada e, aparentemente, estava bem e feliz. Ela passou a noite na casa da filha e, na manhã seguinte, voltou para o hotel, onde pagava diárias. A aposentada não possui telefone celular.

Filha não encontra com a mãe desde o dia 3 de agosto. Foto: Reprodução

“Eu sempre ligava para o hotel que ela estava hospedada, na parte da noite, e via com os funcionários se estava tudo certo com ela. Ela não quer ajuda da família, devido à condição dela, e passava o dia andando na rua apenas com uma bolsa que sempre carrega. Porém, no último dia 21, um funcionário disse que ela tinha saído há dois dias e não voltou mais. Não sei nem por onde ela andou”, acrescentou Daniele, informando também que a idosa deixou duas diárias em aberto, sem pagamento.

Desde o desaparecimento de Sandra Maria, Daniele vai todos os dias de manhã até a agência bancária, em Maricá, que a idosa costuma sacar o seu pagamento. Porém, sem sucesso de encontrá-la.

A família registrou um boletim de ocorrência online na Delegacia de Maricá (82ª DP) na última segunda-feira (31). Até o momento, eles não foram chamados pela distrital.

“Ela já desapareceu outras vezes, mas eu contava sempre com o apoio da Secretaria de Idoso de Maricá. Em uma das vezes, encontrei minha mãe no Rio Grande do Sul. Ela chegou lá de carona. Eu estou tão cansada, minha pressão estava 18 ontem [quarta-feira, 2]. Ela tem mãe viva no Espírito Santo e está muito debilitada. Na família, a gente tem histórico da doença. O tio dela também tinha esse diagnóstico. Sou filha única e estou sozinha nesse barco”, contou a balconista.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

1 thought on “Idosa com esquizofrenia desaparece em Niterói

  1. Hoje por volta das 17hs vi uma senhora alta magra, com uma sacola na mão com roupas e uma bolsa . Estava na rua pastor Erasmo Braga no Sape. Cabelo curto, tinha as características que foi falado está de calça comprida e blusa . Falando sozinha bem agitada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *