sábado, 24 de outubro de 2020

Idosos de Maricá serão testados para Covid-19 mesmo sem sintomas

Maricá inicia nova fase de testes em massa. Foto: Pedro Conforte

Maricá vai dar início a uma nova fase de rastreamento e vigilância do novo coronavírus na cidade. Em transmissão pelas redes sociais, nesta terça-feira (2), o prefeito Fabiano Horta (PT) informou que serão adotados dois novos protocolos, sendo um deles a testagem em massa por faixa etária, inclusive para quem não está apresentando sintomas, começando com pessoas de 60 anos ou mais.

De acordo com a Prefeitura, os três polos de atendimento para coronavírus (Ponta Negra, Itaipuaçu e Centro) passarão a testar pacientes com sintomas, utilizando tanto testes rápidos quanto o RT-PCR (Swab). O paciente sintomático será submetido a uma avaliação dos médicos nas tendas, para que seja indicada a melhor testagem.

“Não trabalhamos com achismo, não faríamos um movimento de transição que não fosse pautado pela saúde. Trabalhando com todas as variáveis nos deu segurança para fazer o lançamento de novos decretos. O isolamento é a premissa e significa ficar em casa, significa o uso de máscaras em vias públicas e comércios, significa evitar aglomeração”, explicou Horta.

Os idosos, mesmo assintomáticos, serão submetidos a testagem de duas formas: campanha de buscas em domicílio e drive-thru. Os protocolos serão divulgados pela Secretaria de Saúde ao longo da semana, e o programa de testagem será ampliado aos poucos para outras faixas etárias. Entretanto, o prefeito reiterou que não é para a população ir até as unidades de saúde para realizar o exame.

“Esse tratamento iniciado precocemente tem evitado que os pacientes evoluam para casos mais graves. É importante que a ação seja em conjunta, entre o médico, a vigilância epidemiológica e a atenção básica. Vamos criar uma linha de raciocínio de testagem, porque mesmo que a gente tenha um índice maior de pacientes, teremos um número maior de recuperados também”, disse a secretária, Simone Costa.

Leitos

O gabinete de crise também informou a taxa atual de ocupação de leitos em Maricá. A cidade possui, nesta terça-feira (2), 44,58% das internações ocupadas, o que representa 37 leitos de 83 disponíveis. O índice de respiradores em uso é de 45% do total.

Segundo Horta, esses foram os dados que trouxeram maior segurança para a retomada gradual das atividades no município diante da pandemia do novo coronavírus. Completando um mês em operação, o Hospital Municipal Che Guevara é a referência do município para o tratamento da Covid-19.

“Ampliamos a nossa capacidade, e conseguimos ter a rede de saúde estruturada. Esse era o tempo que a gente precisava para estruturar e capacitar equipe de reposta rápida”, afirmou a secretária a Simone da Saúde.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *