quinta, 01 de outubro de 2020

Igreja de São João Batista tombada como Patrimônio Cultural de Itaboraí

Nesta quinta-feira (23), foi celebrada uma missa em ação de graças pelo início dos trabalhos de elaboração do Projeto Executivo de Restauro, e pelo tombamento da Igreja Matriz São João Batista como Patrimônio Cultural Municipal de Itaboraí. A elaboração do projeto foi licitada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e será executada por uma empresa de arquitetura.

O prefeito de Itaboraí, Dr. Sadinoel esteve presente e agradeceu ao Iphan, representado pelo superintendente do Rio de Janeiro Manoel Vieira e a superintendente anterior, Monica da Costa, além de falar sobre a importância das obras para os católicos da região.

“Falei com a Monica, assim que fui eleito, que se a gente conseguisse a reforma da igreja onde fui criado, batizado e crismado teria cumprido um dos meus objetivos como prefeito. Muitos podem pensar que isso é pouco, mas a gente sabe a importância dessa paróquia. Essa obra será representativa não apenas para Itaboraí, mas também para o mundo católico”, concluiu o prefeito.

“Essa ação do Iphan é muito especial porque a Igreja de Itaboraí é uma das mais antigas do interior do nosso estado e pro Iphan é especialmente importante porque garante a conservação desse monumento para as gerações futuras. Ao Iphan, junto com a prefeitura cabe zelar por esse bem tombado nacionalmente”, falou o superintendente Manoel Vieira.

Nesse sentido a Prefeitura efetivou o tombamento municipal da Igreja para, em parceria com o Iphan, garantir sua proteção e conservação. O subsecretário municipal de Cultura e Turismo, Deivid Antunes explicou o processo que será seguido para a restauração.

“O projeto executivo de restauro é a primeira etapa para a restauração. Será feito entre outras ações o mapeamento de danos, orçamentos necessários em 120 dias pela empresa vencedora da licitação do Iphan. Concomitante a esse processo, a partir do tombamento municipal a prefeitura dará andamento as ações de conservação da igreja. Essa ação garante que Prefeitura tenha a possibilidade jurídica, seguindo as normas e autorização do Iphan auxiliar nas obras de conservação iniciadas sob fiscalização da Prefeitura e executadas e financiadas pela própria paróquia em dezembro de 2018”, finalizou Deivid Antunes, junto ao Secretário Municipal de Educação, Cultura e Turismo, Osório de Souza.

“As pessoas precisam saber que na nossa igreja não se pode simplesmente chegar e fazer uma obra da forma que a gente quer. Ela é um patrimônio histórico, cada passo precisa de um projeto com o Iphan, com o financeiro, tudo feito passo a passo. Alguns já foram dados, como a reabertura da porta principal e agora um passo ainda maior foi dado com esse projeto. Espero que as pessoas tenham paciência, as coisas estão caminhando e nos próximos anos faremos dessa igreja mais bela do que já é”, concluiu o padre Rafael Costa, agradecendo ao Iphan, ao prefeito e a empresa responsável pelo projeto.

“Essa igreja merece esse cuidado, ela é tri centenária, tem muita história. É realmente muito bom ver que agora esses cuidados serão tomados”, disse Sandra Santos, de 69 anos, frequentadora da paróquia há 10 anos.

Estiveram presentes o secretário municipal de Governo e chefe de gabinete, Jorge Antônio Santos; o controlador geral do município, Joaquim Gama e o controlador geral, Silvio Pinho.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *