quarta, 02 de dezembro de 2020

Incêndio em imóvel deixa idosa gravemente ferida em SG

A vítima foi encaminhada ao Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê. Foto: Arquivo – Plantão Enfoco

Um idosa, de 63 anos, sofreu queimaduras graves após um incêndio atingir o imóvel em que estava, no bairro Boaçu, em São Gonçalo, por volta de 15h20 desta sexta-feira (17).

O Corpo de Bombeiros afirmou que a paciente foi encaminhada em estado grave ao Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê. No entanto, por volta de 17h50, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) disse que a paciente já apresentava estado de saúde estável.

O incêndio ocorreu em uma casa na Rua Lins do Rego, 266. No entanto, o Corpo de Bombeiros não revelou as causas e em qual cômodo as chamas teriam iniciado. Ainda não se sabe se a vítima estava sozinha em casa quando tudo aconteceu.

Furto de energia

Mais cedo, por volta de 13h, militares do Corpo de Bombeiros de Niterói foram acionados, para retirar um homem, de 48 anos, no alto de um poste na Travessa Elísio Silva, no bairro Venda da Cruz, em São Gonçalo.

Com ferimentos na região do abdômen, ele foi socorrido para o Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca. De acordo com a unidade, ele apresenta estado de saúde estável.

Segundo relatos nas redes sociais, o homem teria sido vítima de uma descarga elétrica. A região chegou a ficar sem energia, por conta do acidente.

Em nota, a concessionária Enel Distribuição Rio informou que se trata de caso envolvendo furto de energia. A companhia enviou equipe técnica ao local e esclareceu que o fornecimento de energia foi normalizado em seguida.

“A empresa lembra que furto de energia é crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão. Além disso, a prática irregular afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela distribuidora e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica”, informou a empresa, por meio de nota.

A Enel também destacou que as ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando também interrupção no fornecimento de energia.

“É importante reforçar que apenas pessoas autorizadas e que estejam utilizando os equipamentos de segurança necessários podem manusear a rede de energia”, finalizou.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *