sábado, 10 de abril de 2021

Justiça pede que Rio Bonito adote cuidados na conservação de vacinas

Órgão identificou irregularidades durante visita ao município. Foto: divulgação

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde da Região Metropolitana II, expediu na última quinta-feira (1º), recomendação ao Município de Rio Bonito, para que sejam adotados os cuidados necessários que garantam a correta conservação dos insumos utilizados para a vacinação contra a Covid-19.  

Durante inspeção realizada nessa mesma data nos pontos de vacinação de Rio Bonito, foram constatadas irregularidades em diversas unidades, como vacinas da Covid-19 acondicionadas em caixa de isopor sem termômetro; vacinas em isopor com termômetro, mas onde a responsável afirmou que não controlava a temperatura e não trocava o gelo reciclável utilizado para o  resfriamento.  

Requer o MPRJ que sejam observados o Plano Nacional de Operacionalização contra Covid-19, o Manual de Normas e procedimentos para Vacinação e o Manual de Rede de Frio do Programa Nacional de Imunização, todos do Ministério da Saúde, os quais recomendam a utilização de caixas térmicas de poliuretano com termômetros para a sustentação dos imunobiológicos nos pontos de vacinação, bem como para o seu transporte a fim de garantir a eficácia das vacinas. Além disso, a recomendação pede que se proceda a manutenção periódica preventiva e corretiva dos termômetros que devem acompanhar as caixas térmicas no transporte dos imunobiológicos e na sua sustentação nos pontos de vacinação.  

Os profissionais envolvidos no processo de vacinação devem realizar o monitoramento adequado e constante das temperaturas das caixas térmicas,  dos refrigeradores domésticos e das câmaras refrigeradas utilizadas. E as medidas de controle devem ser estabelecidas em relação ao descarte dos frascos vacinais vazios, os quais deverão ser auditados e inutilizados.

O município tem 48 horas, a partir do recebimento da recomendação, para prestar informações ao MPRJ sobre as medidas adotadas.  

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *